Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Julho 20, 2015

Do bloco-notas

Miguel Marujo

image.jpg

Das notas soltas que escrevi apressadamente para a apresentação deste livro, António Costa - Os meios e o fins do líder socialista, lançado na última quinta-feira, com sala cheia na FNAC Chiado (apesar de ausências mais notadas), trago-vos esta passagem:

 

Permitam-me uma breve nota biográfica minha. Iniciei a minha atividade política aos 14 anos, como AC. Sosseguem, acabam aqui as semelhanças com António Costa: foi numa associação juvenil, o Movimento Católico de Estudantes, que iniciei um caminho que foi uma verdadeira aprendizagem da política e da democracia. E aí o confronto e o diálogo com outros, juventudes partidárias incluídas, desafiava-nos sempre. Entendíamos que tínhamos de estar preparados, informados, estudar as coisas. É assim que hoje continuo a entender a forma de estar e participar na política: de uma maneira informada. E o leitor-eleitor poderá ter um instrumento e encontrar pistas para de uma forma mais informada participar nas escolhas que o país tem de fazer. Foi isso que nos propusemos. Não estrago a leitura se revelar o final deste livro. Seremos nós que vamos também escrever novas páginas desta biografia. O livro está nas vossas mãos para também vocês escreverem outras páginas: com uma leitura atenta e critica. É todo vosso.  

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.