Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Abril 10, 2008

Precários

Miguel Marujo

A única precariedade que Menezes e Portas conhecem é a da sua condição de líderes. Nada mais. E é pouco: dali só lhes vem prestígio ao ego, eventualmente comendas e dinheiros casínicos ou eucalípticos. De resto, quando caírem, deixam de estar precários: voltam aos mil e um poisos que têm, ganhos a custo de muitas prebendas distribuídas. Por isso, quando falam da precariedade dos trabalhadores, custa-lhes pouco aceitá-la. Nunca o sentiram, sabem lá o que isso é.