Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 05, 2004

«Não vendi nada de jeito»

Miguel Marujo





Retomo (em dia de retoma anunciada) esta expressão fantástica de Manuela Ferreira Leite, que se queixava em Novembro da pouca rentabilidade na venda do património do Estado.

Um pouco à imagem e semelhança dos pequenos comerciantes, que se queixam sempre - dos hipermercados à falta de investimento das autarquias, dos impostos às lojas de chineses - a nossa ministra das Finanças lamentava-se não conseguir fazer render o peixe para cumprir défices e obsessões.

Hoje, soube-se que a venda dos anéis se saldou por uns míseros 2,22 milhões, menos de dez por cento do valor base de licitação dos bens levados a hasta pública. Ferreira Leite bem pode exclamar de novo: «Não vendi nada de jeito»! Não podemos leiloar este Governo? Se calhar, arranjavam-se mais uns trocos...