Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Grandes portugueses

por Miguel Marujo, em 16.10.06

Pequeno contributo para os grandes portugueses, esse produto de entretenimento da RTP confundido com a aula de História: Pedro João Baptista e Anastácio Francisco, pombeiros, que realizaram «[...] uma das travessias africanas mais injustamente esquecidas, já que foi das mais notáveis. Dois escravos semi-iletrados foram os primeiros a conseguir ligar Angola e Moçambique por terra - e a pé. Os pombeiros, normalmente mestiços ou negros, representavam interesses comerciais em zonas do sertão angolano onde os brancos não podiam chegar. [...] A proeza de chegar a Tete, tocando a fronteira ocidental da penetração portuguesa a partir do Índico, levou tempo - de 1802 a 1814. Mas Pedro João Baptista e Anastácio Francisco conseguiram antecipar-se meio século à "primeira" travessia do continente por David Livingstone, de Luanda a Quelimane (1854-56) - decerto uma ironia de travo ingrato para o missionário que tinha por África uma paixão razoavelmente maior que pelos africanos. Os pombeiros chegaram antes de todos os exploradores europeus de nome gordo [...].» [Pedro Rosa Mendes, Baía dos Tigres, Publicações Dom Quixote, pág. 201]

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De JPT a 17.10.2006 às 10:05

não está nada mal lembrado. até porque não estão bestselerizados como outros posteriores (e "mais" portugueses) exploradores.
ainda que sejam também exploradores - eu apenas notei que os construtores do império colonial já não surgem na memória popular/popularucha da história portuguesa. não importante por si, apenas indício do olhar sobre nós-mesmos

já agora, quanto aos cromos, já auto-comentei lá no meu sítio, eu votaria no Almirante Reis

(e é sempre bom lembrar este livro, o Baía dos Tigres é excelente)
Sem imagem de perfil

De United People a 26.10.2006 às 16:16

É com bastante interesse e agrado que tenho seguido todo este processo para a eleição da mais ilustre figura portuguesa de todos os tempos.
Diz-se ser um jogo, ou um concurso (como qualquer eleição, com maior ou menor importância), com um fundamento lúdico e para fins de entretenimento.
Mas como se diz na gíria: "a brinca, a brincar, é que o macaco...".
Acredito perfeitamente no carácter lúdico da questão. Mas quais as ilações que, deste entretenimento, vamos poder tirar?
Como já foi referido, esta "sondagem" servirá como termómetro do estado da nação, nas suas diversas variantes. Seria não menos interessante conhecer o universo dos votantes, durante todo o processo, com a finalidade de verificar se esta base é representativa do nosso Portugal.
Em termos de conclusão, e esta é uma opinião pessoal, no termo do processo vai ser exposta a crise de identidade patente, evidenciando o caos (para não dizer crise) na orientação de valores individuais e colectivos, essenciais para a construção e manutenção de uma sociedade que se pretende identificada, para reconhecimento tanto a nível interno e como a nível externo.
Entre outros, claro! Vamos, uma vez mais, deixar as coisas acontecer para ver, sem instinto, como sempre foi. Em vez ousarmos lutar pela mudança, como fizeram alguns Grandes Portugueses no passado deste país, seguindo o instinto e a vontade do coração. Fieis a crenças egocêntricas e altruístas.
Por isso apelo ao voto e que se grite bem alto esta saudável discussão que, espero, acorde muitos dorminhocos.
Para o bem da nação.
Sem imagem de perfil

De Jorge Bicho a 26.10.2006 às 18:22

mas o que são grandes portugueses? Nada mais que referências, políticas, sociais, desportivas, religiosas, etc, etc.
cada um de nós tem referências que têm a ver com a forma como lidam com o País. Abrir Mundos, servir o bem público, ser contra poder, ter talento para cantar. Por exemplo, porque achamos que um futebolista não deve ser eleito porque nasceu com aquele talento, e um escritor ou um pintor, não o serão de base por terem também um talento inato. Por mim, deixo-me ficar com as minhas referências, e ver se puder o programa, como sempre as eleições só decidem as escolhas, mas não abrangem tudo aquilo que existe para além do óbvio

Comentar post





Seguir

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D


Links

KO! [EM DESTAQUE]

  •  
  • OS QUE LINKAM A...

  •  
  • MUITO CÁ DE TODOS OS DIAS

  •  
  • CÁ DA CASA TUDO PARADO

  •  
  • MUITO CÁ DO PRÉDIO

  •  
  • MUITO CÁ DO BAIRRO

  •  
  • ESPECIALISTAS [CINEMÚSICA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [COMUNICAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [ESCRITA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HISTÓRIA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [FOTOGRAFIA+ILUSTRAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [IGREJA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HUMOR]

  •  
  • ESPECIALISTAS [SABERES]

  •  
  • PARA DESCOBRIR

  •  
  • FORA DOS BLOGUES