Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Junho 23, 2005

Tecida a teia

Miguel Marujo

«Vim ao limbo procurar a Margarida. Não a encontrei.
Disseram-me que já se foi embora. Descobri porém que me sinto bem aqui. Muito bem mesmo. Não querem vir até cá?»
A mensagem (que se reproduz) parece indicar uma pausa na teia tecida por Afonso. Aguardemos o regresso do bichinho da seda: inteligente, divertido.

[actualize-se: urde-se uma teia diferente, a de «um bicho-da-seda português no limbo»: leia-se!]