Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Junho 01, 2004

Justiças - «o falso culpado»

Miguel Marujo

«[...] Um homem foi condenado a [...] prisão por um crime [...] que, conforme aqui se demonstra, não cometeu. [...] Tudo não passou de uma encenação [...]. Mas o mais perturbante é o erro da Justiça, que condena sem possuir provas para lá da incerteza prevalecente».



Quem escreve assim? Felícia Cabrita, na «Grande Reportagem», do sábado passado. E não, não é sobre a Casa Pia. Nessa matéria, a jornalista prefere a incerteza prevalecente» de testemunhos orais, pouco consistentes (crê a juíza) às provas que nunca possuiu. «Quando a justiça se engana», titula a revista, é sobre um lavrador que foi condenado a cinco anos de prisão por crime de violação. E quando o jornalismo se arma em justiceiro, Felícia diz o quê?