Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 20, 2007

Tufões destes há muitos

Miguel Marujo

Só por uma vez estive sob a ameaça de um tufão. Andávamos desde manhã na cidade, e tirando um céu carregado, pouco me indicava o que se aproximava. Ao início da tarde, recebemos ordens para regressar à base, o campus universitário da Universidade Chinesa de Hong Kong.
Não me lembro do nível atingido, da verdadeira ameaça que seria. À noite, pela televisão (as portas do edifício estavam hermeticamente fechadas), assisti ao que significava aquilo tudo: ventos ciclónicos a fazerem voar os andaimes de bambu, ou ramos de árvores, ou a jornalista que insistia em fazer o directo da rua. Mas como tudo era falado em cantonês, a mim pareceu-me coisa distante, que nunca vivi a sério. Estava lá fora.
Como agora, com os furacões que atingem as Caraíbas, coisas distantes, que tentamos desesperadamente tornar nossos, ouvindo os turistas portugueses que por lá andam.