Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Junho 17, 2003

VERDADES E MENTIRAS

Miguel Marujo

1. A VERDADE DA MENTIRA

Uma mentira tantas vezes repetida torna-se verdade:

- quatro em cada dez americanos não se deram conta de que não foram encontradas no Iraque armas de destruição massiva;



- apenas 59 por cento dos inquiridos sabem que não foram encontradas armas de destruição massiva, 34 por cento pensam que os militares do seu país descobriram essas armas e sete por cento não têm a certeza se elas chegaram a ser encontradas ou não;



- 22 por cento dos inquiridos pensam que o Iraque usou armas químicas ou biológicas contra os soldados americanos, enquanto 9 por cento não têm a certeza se elas foram usadas ou não;



Podem ver aqui o estudo. Luís Delgado, José Manuel Fernandes e outros não são directores de jornais americanos, mas se calhar muitos portugueses responderiam da mesma maneira.



2. A MENTIRA DA VERDADE

Há um estudo, insuspeito de simpatias pelos movimentos de esquerda (antes que o Pacheco Pereira zurza neste blogue, eheheh) - e que foi noticiado pelo Público - revelador de muitas "certezas" que vão caindo por estes dias.

Assim, eis algumas breves conclusões, que ajudam a entender a invasão do Iraque pelo Saddam:

- «Portugal entre os que mais ajudam os países pobres». Nos dois últimos lugares estão os Estados Unidos e o Japão.



- «a ajuda que é dada para a construção de uma estrada na condição do país receptor contratar uma empresa do país dador para a construir é penalizada»: a reconstrução do Iraque-destruído-pelos-soldados-de-Bush e agora reconstruído pelos amigos do Bush diz-vos alguma coisa?



- «os dados utilizados para o estudo incluem as relações comerciais, as preocupações ambientais, o investimento, as políticas de imigração e a participação em forças de manutenção da paz». Os EUA só têm uma boa pontuação nas relações comerciais...



- «são penalizados o apoio a regimes corruptos»: os EUA, claro!



3. DEUS E A EUROPA

Depois do que disse Paulo Portas, volto a ser «ateu»: é melhor não ter uma referência a Deus num texto como a Constituição Europeia...



4. FOGOS

Ainda bem que esta Cibertúlia tem gente tão diversa. Os fogos trazidos pelo Zé ajudam a perceber outras coisas importantes nos nossos dias. Pena que ninguém ligue muito a estas outras coisas. Continuem todos.



5. PASSARAM TRÊS MESES SEM SE ENCONTRAREM ARMAS DE DESTRUIÇÃO MASSIVA!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.