Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Maio 02, 2005

Uma questão de método

Miguel Marujo

Estão dois portugas no deserto:
- Olha que pedra mais esquisita. Parece uma pirâmide!
Começam a escavar, sem ferramentas, e desenterram uma pirâmide enorme.
- E agora?
- Avisamos a equipa arqueológica americana. Essa malta é profissional.
- OK!
Avisam a equipa americana, que vem com os seus jeeps, trailers, caravanas e helicópteros, cheios de aparelhos científicos. Entram na pirâmide e reaparecem... dois anos depois.
- Fogo, tanto tempo. O que averiguaram?
- É assim, responde o porta-voz dos americanos: após laboriosas investigações, averiguámos que esta pirâmide foi construída entre 1500 e 2500 antes de Cristo.
- Só?! Ao fim de dois anos, apenas averiguaram isso?
Chateados, decidem ligar aos alemães. Esses sim, são muito metódicos. Vêm os alemães, entram na pirâmide, e aparecem dois anos depois.
- Atão?
- Esta pirâmide foi construída no ano 2000 antes de Cristo.
- E mais?
- Bom, mais nada. Estes hieroglifos são muito complicados.
Muito chateados, os dois portugas tomam uma decisão:
- Bom, só nos resta comunicar à GNR.
Chegam dois GNR, entram na pirâmide e saem duas horas depois.
- Pronto. Já está.
- E averiguaram alguma coisa?...
O GNR saca do bloco dos autos e diz:
- Averiguámos que a pirâmide foi construída entre 12 de Fevereiro de 1858 e 22 de Julho de 1857 antes de Cristo, por ordem do faraó Ankhetop IV, e segundo projecto do arquitecto Tutmosis o Jovem. No dia da inauguração, chovia e um grupo de sacerdotes opunha-se ao acto, por considerar que, na noite anterior, tendo havido um eclipse parcial da lua, que estava em Capricórnio ... bla bla bla... e participaram 2118 escravos não qualificados, que tentaram uma revolta contra as lamentáveis condições laborais, que foi controlada no dia 5 de Setembro, com o resultado de 42 mortos e... bla bla bla... o custo total da obra foi de 48 milhões de libras de ouro puro e 13 libras de diamantes... bla bla bla... a esposa do faraó vestia um fato azul-turquesa de Perfilotes e... bla bla bla... a influência na língua pode ser comprovada no sotaque das terras altas que representavam a nobreza... bla bla bla...
- Ena! E como é que conseguiram saber tudo isto?
- Bom, não foi fácil, até foi bastante difícil. Custou bastante, mas depois de uma hora de porrada, a múmia falou!

1 comentário

Comentar post