Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 20, 2007

Soberba

Miguel Marujo

Em Budapeste, há um ano e meio, enamorados enamorámo-nos desta Ponte, a das Correntes, que atravessávamos uma e outra vez, com o vento a bater no rosto, os cabelos soltos, para o lado de Peste, ou de volta a Buda olhando a colina soberba. Hoje, aviões sobrevoaram o Danúbio enquadrados pelo Parlamento e pelas pontes. Arriscando a soberba.

1 comentário

Comentar post