Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Maio 06, 2006

O mal maior (comentado)

Miguel Marujo

Vai animado o debate em torno do meu comentário ao comunicado dos bispos portugueses sobre o preservativo-mal-menor, na Terra da Alegria. Insisto num aspecto, que acho sair reforçado pelas intervenções lúcidas de CA (e espero não as estar a sublinhar abusivamente em defesa da minha tese): «O bem acessório da declaração da semana passada esquece que o prazer para a Igreja-oficial-hierárquica continua a ser o mal maior». O que digo é que continua a existir uma clara incapacidade de Roma e da CEP de alguns sectores da Igreja dissociarem a relação sexual da procriação. O que mantenho é que o prazer é parte integrante de uma relação a dois, que se quer criadora de vida. E gerar vida, não é apenas procriar: é também a descoberta mútua dos corpos pelo casal. E, aqui, a Igreja-hierárquica continua a querer amputar-nos o corpo. O preservativo, disse-o, é acessório.

1 comentário

Comentar post