Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Julho 30, 2012

Esgrimir dados

Miguel Marujo

 

Este blogue vai já nas suas terceiras Olimpíadas e é provável que algures nestes arquivos morem idênticas ideias*, perante o espetáculo das medalhas frustradas. Durante quatro olímpicos anos não ligamos nenhuma ao judo, ao tiro, à vela, à natação, ao que for que não seja futebol, mas depois em 15 dias somos especialistas encartados destas e outras modalidades e queremos as medalhas todas que nem ao futebol de milhões pedimos. No dia em que Portugal puser de pé um programa olímpico a sério (como fez Espanha, para não ir mais longe, por causa de 1992) e a comunicação social e os portugueses começarem a acompanhar estas modalidades com genuíno interesse sem esperar a medalhinha, aí sim podemos começar a fazer títulos "venham elas!". Até lá, exijamos o impossível: vão aos jogos e divirtam-se, já estão na elite mundial.


[* - sim, há de facto alguns posts sobre estas coisas... até com as mesmas palavras.]

Julho 28, 2012

a celebration - of protest and dissent

Miguel Marujo

«[...] he outstripped the previous Olympic host city by flaunting what the Chinese actively suppressed.

This was pageantry as jiu-jitsu. While Britain's coalition government weighs further cuts to its government-run health-care system, Boyle went out of his way to honor the National Health Service, with real NHS employees as nurses capering on hospital beds.

The show also included a nod to the early-20th-century suffragette Emmeline Pankhurst and the Jarrow Marchers, who in 1936 walked more than 300 miles from County Durham to London to protest hunger and joblessness. When Boyle made a point of inviting their descendants to the proceedings, he also made a point to us.

With The Queen in the house, we heard music from the Sex Pistols, the same band whose God Save the Queen was banned by the BBC. Boyle meant for us to take to heart that line from The Tempest, read early in the evening by Kenneth Branagh: "Be not afeard: the isle is full of noises."

On these isles of wonder, tumult is a good thing. [...]»

Alex Wolff, Sports Illustrated

Julho 27, 2012

Atos

Miguel Marujo

«1. Vi hoje [ontem] com agrado na imprensa que o BPI e a Jerónimo Martins tinham aumentado os lucros deste semestre, em comparação com o ano passado.
2. Parabéns!
3. E espero que também aumentem os impostos que vão pagar por isso ao Estado...
4. (Coisa para a qual sabemos todos que é necessário que (i) a Jerónimo regresse da Holanda e (ii) o BPI gaste menos dinheiro no chamado planeamento fiscal).
5. É que estamos todos mais precisados de patriotas nos atos do que incontinentes nas palavras.»

[Augusto Santos Silva, ontem, no seu Facebook]

Julho 20, 2012

José Hermano Saraiva

Miguel Marujo

 

Sim, foi um grande comunicador. Até um grande divulgador de uma certa hi(e)stória de Portugal. Mas a morte não rasura o papel que teve como ministro salazarento da Educação (e a repressão estudantil em 1969) e de louvaminheiro salazarista na democracia que o seu regime nunca tolerou.

[na foto: "pides protegem Américo Tomás e José Hermano Saraiva"; atualize-se: uma leitura bem mais fundamentada de Rui Bebiano]

Pág. 1/3