Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Dezembro 29, 2011

Produtivos

Miguel Marujo

Para fazer ponte ou miniférias, os novos ódios de uma certa clique dirigente e opinativa, quem o faz tem de gastar dias de férias ou folgas. Não há outro modo. Criminalizar no discurso estas práticas é mera chincana ideológica. Pena é que muitos desses que o fazem não se olhem ao espelho e prefiram apontar o dedo aos outros.

Dezembro 23, 2011

Do descrédito

Miguel Marujo

O Sindicato dos Maquinistas da CP devia ser processado por graves danos ao exercício sério e responsável da greve. Nesta casa, defende-se com unhas e dentes o direito a parar, sabendo-se que não é levianamente que muitos o fazem (como na última greve geral, em que muitos que pouco ganham perderam um dia de salário para lutar pelo que acreditam). Já o contrário se pode pensar e dizer da greve dos maquinistas que começou hoje e se prolonga até 25. O incómodo causado a milhares de portugueses numa época como esta foi um facilitismo de um sindicato que não cuidou de fazer a greve durante a semana (as centrais sindicais já há muito que compreenderam que não se "encostam" datas de greve). Assim, destroem a possível simpatia que a sua luta poderia ter e fazem mossa na forma como muitos olham para o sindicalismo.

Dezembro 23, 2011

Até pró ano!

Miguel Marujo

Nem um dia de férias a mais, nem uma tolerância de ponto que estrague a produtividade, mais meia hora para os preguiçosos. A lengalenga que nos cantam tropeça no melhor pano: os senhores deputados param trabalhos e afazeres até 3 de Janeiro.

Dezembro 22, 2011

Dois cristãos com fraca capacidade de perdão

Miguel Marujo

«O Presidente da República, Cavaco Silva, condedeu hoje dois indultos, menos quatro do que no ano passado, divulgou a Presidência da República. Dos 225 pedidos que foram analisados este ano [apresentados pela ministra da Justiça], o chefe de Estado concedeu um indulto de redução de pena de prisão e um de revogação de pena de expulsão.» [da Lusa]

Dezembro 22, 2011

Zona de conforto

Miguel Marujo

Arrumámos este blogue numa zona de conforto, não emigrámos, mas rejeitamos desistir. Estes momentos de Advento merecem mais do que uma espera resignada pelo que aí vem, seja o Natal de cristãos, seja o altar demencial de sacrifícios sociais e económicos. Por isso, nestes dias em que desaparece um homem bom, como Vaclav Havel, e depois o louco norte-coreano Kim Jong-il, como o Governo insiste em cortar qualquer coisa a que cheire a direito dos trabalhadores, só na aparência é que este blogue não liga nenhuma ao que se passa. Liga pois. Reparem que Cesária, também ela morta, tem estado aqui a cantar É preciso perdoar. E lutar, pois.

Pág. 1/3