Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Novembro 12, 2010

Nata

Miguel Marujo

A cimeira da NATO pode ter uma possível ameaça terrorista, avisa o ministro. Esquece-se que a nata do terrorismo já cá anda: impostos, fmis, mercados, agências de rating.

Novembro 11, 2010

Aplaudamos

Miguel Marujo

«Os bispos consideram que as medidas de austeridade devem ser acompanhadas pela correcção de "desequilíbrios inaceitáveis e provocantes atentados à justiça social".

"É hora para pôr cobro à atribuição de remunerações, pensões e recompensas exorbitantes, ao lado de pessoas a viver sem condições mínimas de dignidade", refere o comunicado final da 176.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que hoje terminou em Fátima.»

Novembro 11, 2010

Ele acenou-nos pela última vez

Miguel Marujo

1930-2010.

 

 


 

Já há uns tempos que não o víamos no Saldanha - e lhe buzinávamos no arranque do semáforo. Distraídos nós, ou algo mais definitivo (pensávamos). Talvez se tivesse cansado, apenas. Não, nada disto. Continuou a ir ao cinema, talvez sem passar pela praça para o adeus. Mas agora deixou um último aceno. Não mais suportará o frio e a solidão daquele lugar. Mesmo que todos lhe disséssemos adeus.

Novembro 10, 2010

Quantos graus tem o frio?

Miguel Marujo

«[...] Gostava de saber se o discurso destes comentadores muito convictos, assertivos e sábios seria o mesmo caso estivessem desempregados, mal empregados a recibo verde, ou se se vissem na contingência de ter de recorrer aos serviços do Estado por manifesta falta de recursos financeiros, vulgo... dinheiro. [...]» (Pedro Rolo Duarte)

Novembro 08, 2010

Bancarrota

Miguel Marujo

Esqueçam o FMI, o défice, a bancarrota, os juros da dívida... Ontem, Jesus fez o milagre: afundou mais depressa o País que qualquer especulação financeira dos mercados.

Novembro 06, 2010

Pequenas histórias de um país onde (dizem) o FMI pode chegar

Miguel Marujo

Cavaco Silva pediu aos alunos que estudassem História de Portugal, ele que se atrapalha nos cantos dos Lusíadas.

 

O autocarro do Benfica vai ter escolta policial para ir de Lisboa para o Porto e dizem que isto é futebol.

 

A Amnistia Internacional não vai poder manifestar-se contra o Presidente chinês em frente aos Jerónimos.

Novembro 05, 2010

Os sacrifícios

Miguel Marujo

«Lembram-se da comitiva de banqueiros à porta de Passos Coelho e Teixeira dos Santos a pedir responsabilidade aos políticos? Lembram-se de como foram tratados como homens de boa vontade que recordavam a políticos desnorteados as suas obrigações para com o País? Lá estava Ricardo Salgado, como porta-voz de todos eles.

Ficámos agora a saber que a PT pode vir a pagar aos seus 15 principais accionistas os dividendos ainda antes de entrar em vigor o novo orçamento, fugindo assim à cobrança de impostos que ele estipula. Entre os principais accionistas está, pois é claro, o BES.

A responsabilidade, as obrigações para com o País, o sentido patriótico... Tudo isso fica para os outros. O Estado pode perder 260 milhões de euros, metade do buraco que ficou para tapar depois da negociação do governo com o PSD. (...)» (Daniel Oliveira)

Novembro 05, 2010

Fingir

Miguel Marujo

Maestro na arte de fingir é Cavaco. Depois de prometer uma campanha poupadinha, porque dispensa os outdoors que não dispensou em 1996 e 2006 e agora que tem o palco de Belém, veio anunciar que só faz campanha em Dezembro, isto na inauguração da sede de candidatura, depois de na segunda-feira ter visitado as suas obras (avisando os jornalistas, mas não falando de nada), na terça ter brincado aos estados de alma no Twitter e na quarta ter comentado o Orçamento anunciando que não ia comentar, como se fosse um qualquer líder da oposição. Quem paga, manda - parece que agora é assim.

Novembro 04, 2010

Fingimento

Miguel Marujo

Foi o pedido de Ferreira Leite: fingir que são amiguinhos, para que lá fora ninguém nos castigue. Em tempos, os bispos diziam-nos: podem falar dessas coisas (no caso, era o sexo), mas lá para fora menos. Nas empresas faz-se o mesmo. É um país assim: finge-se. E os fingimentos, já se devia saber (como no sexo), é uma coisa lixada.

Novembro 01, 2010

Palavra do dia

Miguel Marujo

escaganifobético
(origem obscura)
adj.
adj.
1. Infrm. Que mostra falta de elegância ou de agilidade. = desajeitado, desengonçadodestro
2. Infrm. Que é esquisito ou pouco convencional. = estrambótico, extravagante, rarocomum, convencional, trivial

[o Priberam selecciona uma palavra por dia. a de hoje é especialmente certeira sobre estes tempos.]

Pág. 2/2