Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Abril 13, 2010

Assinar por baixo: uns gananciosos, estes trabalhadores

Miguel Marujo

O Daniel escreve, nós só podemos assinar por baixo.

A Galp propôs aos seus funcionários um aumento de 1,5 por cento. Os trabalhadores vão fazer uma greve. O presidente do conselho de Administração, Ferreira de Oliveira, acusou os trabalhadores de “falta de solidariedade para com o futuro da empresa”.

Alguns dados:

1 – Ferreira de Oliveira recebeu, em 2009, quase 1,6 milhões de euros, dos quais mais de um milhão em salários, 267 mil em PPR, quase 237 mil euros de prémios de desempenho (mais de 600 mil em 2008) e 62 mil para as suas despesas de deslocação e renda de casa. É um dos gestores mais bem pagos deste país.

2 – Os sete administradores da empresa (ex-ministros Fernando Gomes e Murteira Nabo incluídos) receberam 4,148 milhões de euros. Mais subsídio de renda de casa ou de deslocação, no valor de três mil euros mensais. Os 13 administradores não executivos receberam 2,148 milhões de euros. Entre os administradores não executivos está José António Marques Gonçalves, antigo CEO da petrolífera, que levou para casa uma remuneração total de 626 mil euros, incluindo 106 mil de PPR e 94 mil de bónus. No total, os 20 gestores embolsaram 6,2 milhões de euros, 2,9% dos lucros da companhia.

3 – Os trabalhadores pedem um aumento de 2,8 por cento no mínimo de 55 euros.

 

Abril 13, 2010

Leonor

Miguel Marujo

A Leonor nasceu há uma semana, antecipou-se à amiguinha que anda a passear-se na barriga redonda cá de casa. Desde então, tanta coisa: a Páscoa que parece não acontecer numa Igreja que reage confusamente ao que não merece dúvida; a água passa debaixo da ponte duas vezes, pensa-se sempre que se vê mais um congresso do PSD e um novo líder a reprometer aproximar os deputados dos eleitores e menos Estado para terem melhor Estado, como se há anos, eles não tivessem dado cabo desse Estado. Estado das coisas, nesta primeira semana da Leonor: as coisas simples é que acabam por nos animar.

Abril 11, 2010

Pés de microfone

Miguel Marujo

Os jornalistas ficaram do lado de fora da sala do congresso do PSD (como o PS já tinha feito e tinha sido tão bem criticado), queixa-se o repórter da SIC. Só agora que Passos Coelho entra, entram os jornalistas. Não sei então porque não iniciaram só agora as emissões. A comunicação social continua a aceitar tudo e depois queixa-se.

Abril 11, 2010

Afinal

Miguel Marujo

Parece que em Carcavelos há evento. Mas a Polónia, mesmo a Polónia, merece mais atenção - não é fácil dar passos assim. Isso, e as feridas de Liverpool. Ainda hoje, um homem dava a táctica, para o que já não vale, faltou o Máxi pá. Fab four rirão por mais uns dias os fracos de memória.

Abril 10, 2010

Na praceta

Miguel Marujo

Já só resta (noite, 23h00) um sofá - o maior. O outro deve ter dado jeito. A Cadeirinha do Almeida também fica perto, talvez tenha ido recauchutar. E na leitaria depois de ó senhor vizinho quer mais alguma coisa não houve espaço para indagar quem deu assento a passeantes.

Abril 08, 2010

No passeio

Miguel Marujo

Gosto da cidade a estugar o passo, gosto do verbo estugar, sobretudo quando os meus passos são demorados. Depois passa o miúdo, demorado como eu, e sorri. Sem mais.