Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Setembro 29, 2009

Quase deserto

Miguel Marujo

Do ar, olha-se o mar que se se fina na terra verde e rugosa. Montanhas que se vão erguendo, parecendo tocar o céu - e o avião. Lá em baixo, a floresta sucede-se à floresta, de quando em vez sinais dos homens pontilham a terra: casas isoladas, intuem-se a quase dez mil metros de altitude, aldeias, vilas. Aglomerados indistintos, caminhos de terra batida. Depois, um pequeno curso de água rompe o verde e a montanha e o seu caminho faz-se serpenteado até chegar ao deserto. A linha do horizonte confunde terra e céu, numa luminosidade que nos mergulha o olhar para o chão: o rio Nilo Azul rompe o deserto e o verde dá esperança às aldeias que se acotovelam nas margens. Foi o mais próximo que estive do deserto. Terra cheia de esperança, com pedaços de guerra.

Setembro 28, 2009

Liberais no que dá jeito

Miguel Marujo

Dizem-nos que o CDS é liberal e isso é bom e não sei o quê. Mas sabemos bem: o CDS só é liberal no "rendimento mínimo", aí é que falo de mérito e "vão trabalhar" porque, quando se fala de "lavoura" ou "antigos combatentes", os rapazes liberais pedem subsídios a torto e direito. Não é uma questão ideológica: é mesmo racismo social, em relação aos ciganos, que a Igreja devia denunciar.

Setembro 28, 2009

Esquerda, esquerda

Miguel Marujo

Sócrates tem de olhar para a esquerda, avisou Alegre. E só assim Sócrates poderá tirar o tapete a Portas, remetendo-o ao lugar de... oposição. Mas a restante esquerda, BE e CDU, tem de se deixar de discursos arrogantes (sim, Louçã parecia esta noite o pior de Sócrates), para proporcionar entendimentos. Ou preferirão estes que regresse a direita?

Setembro 28, 2009

Portas abertas à extrema-direita

Miguel Marujo

Paulo Portas tem razão: estamos ao nível da Europa com a extrema-direita a subir aos dois dígitos. E o CDS-PP é essa extrema-direita. Limito-me a fazer a analogia que Paulo Portas faz sobre o BE e a CDU (estes serão "extrema-esquerda"). De resto: o discurso racista e securitário é digno da extrema-direita.