Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Maio 24, 2009

Dias intermitentes

Miguel Marujo

Nos próximos 15 dias fazemo-nos à estrada (vamos até ao fim da rua, vamos até ao fim do mundo). Para dar conta de uma parte da campanha, no caso a da CDU - não sei qual a disponibilidade para vir passando por aqui, mas prometo algumas notas impressionistas destes dias. Poderão ir lendo as reportagens no 24Horas e no Diário de Notícias (em papel e online).

Maio 23, 2009

Rangel foi mesmo militante do CDS

Miguel Marujo

O candidato às eleições europeias do PSD, Paulo Rangel, foi militante do CDS, confirmou o 24horas junto de fonte da secretaria-geral do partido liderado por Paulo Portas. “Foi militante, mas está desfiliado”, esclareceu a referida fonte ao nosso jornal. O líder parlamentar social-democrata admitiu na terça-feira, em entrevista ao jornal “i”, que de 1993 e 1997 esteve “mais perto do CDS” e chegou a participar “nuns conselhos”. A memória traiu-o quando lhe perguntaram se foi militante: “Isso é que eu também não sei. Eu tenho um problema com as militâncias”, e riu-se, numa referência ao facto de se ter inscrito no PSD, segundo ele, em Maio de 2005, mas só ter formalizado o acto em 2008. “Estive com ele em reuniões, nomeadamente nas autárquicas de 97, mas não eram reuniões de órgãos” dirigentes do CDS, recordou ao 24horas Álvaro Castelo-Branco, presidente da distrital do Porto, que também não se recordava se Rangel se teria filiado. O candidato insistiu que dizia a verdade com o lapso de memória: “Não sei se assinei [o cartão]. Não me lembro bem. Estou a dizer a verdade.” Assinou, mas desfiliou-se. E agora Rangel é a estrela em ascensão no PSD.

 

[MM, hoje no 24horas]

Maio 22, 2009

A regulação

Miguel Marujo

Vítor Constâncio ganha 250 mil euros e tem dito que é demais. Bettencourt abdicou, diz ele, de um salário de 800 mil euros no Santander, sabe-se lá a fazer o quê, para se candidatar no Sporting. Notáveis do clube em inquérito ao 24Horas disseram que ele devia ir para lá ganhar 300 mil. Sobre regulações, podíamos estar conversados, não fosse tudo isto trágico-cómico.

Maio 21, 2009

O crepúsculo de João

Miguel Marujo

 

Morreu João Bénard da Costa. O cinema está mais pobre.

(imagem de Johnny Guitar, o filme da vida do director da Cinemateca)

 

Com ele aprendi a gostar de cinema, a lê-lo também - das curvas da Toscânia à sala escura onde se projectavam tantos clássicos. Só nunca compreendi a sua incompreensão com Kieslowski, que para mim assinou alguns dos mais belos filmes dos anos 90. Pode ser que agora se encontrem algures no crepúsculo e falem da vida. Que é como quem diz, de cinema.

Maio 20, 2009

Glorious bastard

Miguel Marujo


Empire has just seen Quentin Tarantino's eagerly-awaited WWII flick, Inglourious Basterds, and it's rather brilliant. Every bit as idiosyncratic as the spelling of its title, it's a wonderfully-acted movie that subverts expectation at every turn. And it may represent the most confident, audacious writing and directing of QT's career.

Maio 19, 2009

Ao almoço

Miguel Marujo

... servimos sempre vários pratos. O que calha. Hoje calhou a ideia peregrina que anda por aí de baixar salários, um perigo, avisa-me o Nuno ou escreve Paul Krugman, e a outra salvífica de recuperar o serviço militar obrigatório. Duas ideias legítimas retiradas do regresso dos magalas: Campos e Cunha não tem filhos em idade de recruta ou... de como seria lindo um quartel com Campos e Cunha, Vasco Pulido Valente, António Barreto, Medina Carreira, Henrique Raposo, todos juntos, aos berros, "sim, meu tenente"!

Pág. 1/5