Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Outubro 01, 2008

Sem estado

Miguel Marujo

Ontem de manhã, ainda atordoado por 28 horas de viagem, ouço na rádio a crise a bater-nos estrondosamente. Um baralho de cartas a ruir. E quem chama à antena o jornalista? Nogueira Leite, economista de profissão, um dos que anda há anos nisto: a anunciarem-nos o fim do Estado social, mas a criticar agora quem não quis o Estado a ajudar Wall Street. Estes senhores têm a lição estudada: o bolso deles merece Estado, o dos pobres do rendimento mínimo, penas mais duras.

Outubro 01, 2008

Os novos navegadores (notas de viagem)

Miguel Marujo

Ok, há Ronaldo, depois Luís Figo, Rui Costa, Fernando Couto, Vitor Baía, Nuno Gomes. Assim, sem vacilar. E Deco, my favourite. O bagageiro deste hotel de Ho Chi Minh faz mais por Portugal que qualquer campanha institucional. E diz o óbvio: Deco é português, my favourite. Só os nacionalistas é que ainda não perceberam.

 

 

[Por estes dias vou contando em breves pinceladas os caminhos do Oriente por onde andei. Em palavras ou imagens. Meros apontamentos, eventuais divertimentos.]

Outubro 01, 2008

Obama, católicos, aborto

Miguel Marujo

«I believe that abortion is an unspeakable evil, yet I support Sen. Barack Obama, who is pro-choice. I do not support him because he is pro-choice, but in spite of it. Is that a proper moral choice for a committed Catholic?

As one of the inaugural members of the U.S. bishops' National Review Board on clergy sexual abuse, and as a canon lawyer, I answer with a resounding yes. [...]»

(Nicholas P. Cafardi, National Catholic Reporter)

 

- um ponto de vista interessante...

Outubro 01, 2008

Assim se vê a incoerência do PC

Miguel Marujo

Leio no projecto de teses ao Congresso do PCP: "Importante realidade do quadro internacional, nomeadamente pelo seu papel de resistência à «nova ordem» imperialista, são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista – Cuba, China, Vietname, Laos e R.D.P. da Coreia." (sublinhados meus). Acabado de chegar do Vietname, pasmo com esta afirmação do PCP. Ao pé do Governo de Hanoi, José Sócrates é um aprendiz das políticas de direita. Sem surpresa (basta olhar para a China), o Vietname acabou com um serviço educativo e um serviço de saúde gratuitos. De socialista (estragando o uso da palavra), apenas se mantém a ditadura de partido único. Os senhores das teses do PCP bem podiam estudar melhor...