Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Abril 08, 2008

Estranhas convicções

Miguel Marujo

O PSD de Ferreira do Amaral (hoje patrão da Lusoponte) e Cavaco Silva decidiu que a Ponte Vasco da Gama se fazia onde se fez. Contra a opção Chelas-Barreiro, e contra vozes avisadas ao que seria a especulação imobiliária em Alcochete e Montijo. Hoje, sai-se da auto-estrada e vê-se o que ali nasceu. Agora, o PSD e o CDS voltam a insistir numa opção que inclui o Montijo, ou aparentemente o que sobra ainda de espaço para especular. Eu que não percebo nada de pontes, parece-me estar em Chelas-Barreiro a alternativa à 25 de Abril (que a Vasco da Gama nunca foi), e não no Montijo. Mas há quem insista no contrário, por causa do aeroporto, que até seria bem servido (diziam eles na altura) só com a Vasco da Gama. Ou é de mim, ou há interesses inconfessáveis para os lados do Montijo.

Abril 07, 2008

Imagine there's no country...

Miguel Marujo

«[...] The wellbeing of the existing resident population is no more, and no less, relevant than the wellbeing of any potential immigrant to the UK, wherever in the world he or she may be. I recognise private property rights. My home is my castle and I can deny entry into it to anybody at any time. I don’t recognise national property rights. A country is not like a private home. A country is an open club.» [Willem Buiter]

[mais uma dica do Nuno... almoços frutuosos]

Abril 05, 2008

Boicote

Miguel Marujo

A SIC noticiou-o há pouco. Alberto João diz que não confia na objectividade dos jornalistas e que por isso proibia a cobertura do PSD regional por esses profissionais, excepto as sessões de abertura e encerramento (e disse-o em declarações aos jornalistas que comeram e calaram). Tenho pena que isto seja notícia, mais pena terei se os jornalistas forem às referidas sessões. O congresso devia ser boicotado, ninguém daria uma linha sobre o assunto - nem a proibição devia ter sido notícia, fazia-se de conta que não existia. Assim, provado o fel, este aprendiz de ditador ia perceber que os jornalistas são objectivos.