Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Março 10, 2008

Telejornais

Miguel Marujo

Pacheco ignorou o futebol na primeira do Público, quando não devia; os telejornais da RTP e da SIC ao fim de dez minutos ainda peroram sobre Camacho. A TVI já seguiu caminho. Entre a abstinência pública de Pacheco e os excessos televisivos, há um meio termo que ninguém encontra. Só Camacho... nos empates.

Março 10, 2008

A jangada de pedra

Miguel Marujo

Há um sinal que não consigo avaliar ainda, depois das eleições em Espanha. Depois de uma parte da Igreja Católica portuguesa se ter envolvido na campanha do não, no referendo da despenalização do aborto, com os resultados conhecidos, os sectores mais conservadores espanhóis - com a maioria dos bispos à cabeça - perderam ao apostarem no PP, contra o PSOE, num envolvimento quase obsceno na campanha. A derrota do PP (o partido queria ser poder, e perdeu, apesar de evitar a maioria absoluta do PSOE) é também a derrota de Rouco Varela e dos seus pares mais conservadores. Este sinal, e o de Portugal, pode indicar que há uma igreja silenciosa que prefere seguir o Evangelho como uma linha de orientação, recusando leituras exclusivistas (e excluidoras) que estes sectores continuam a querer impor a todos os católicos.

Março 10, 2008

Kim Jong-il

Miguel Marujo

Eleito com 99,7 por cento, Jardim diz que em 2011 é que é, que se vai embora. A mentira naquela boca pega-se. Nenhum jornalista o contrariou.

Março 07, 2008

Meo, assim não!

Miguel Marujo

Era bom demais:
- um preço atractivo, face ao que se oferecia na concorrência,
- a possibilidade de escolhermos dez canais "à nossa medida",
- técnicos irrepreensíveis na instalação (e no acompanhamento dos primeiros dias),
- um serviço complementado com vídeo clube e gravador,
- instalação grátis.

Estava a ser bom. Ao fim de dois meses, a PT muda as regras contratadas para o serviço MEO:
- agora arrumam os dez canais em "pacotes temáticos", dos quais só posso escolher dois pacotes, que me faz perder uns quantos canais dos que vejo,
- e aumentam o preço dos canais opcionais (de 0,49 para 0,75).

Achei que a PT por uma vez estava a aprender. Em dois meses, parece querer desbaratar tudo. E eu sinto-me enganado. Se continuar assim, o MEO pode voltar para casa. E regresso à TvCabo (apesar do péssimo serviço desta), que sempre se lembrou de mim agora para me oferecer um desconto.

[Quem tem MEO, pode protestar no blogue do meu meo! - ou seguir os links do protesto, para a Anacom e para a própria PT.]

Março 07, 2008

PSP em loja de porcelana

Miguel Marujo

Os tiques autoritários não são de hoje. Quando o tiro para o ar mata o ladrão pelas costas, muitos que agora se indignam assobiam. Esta PSP precisa há muito de recauchutagem democrática. Com manifs e sem manifs.