Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Setembro 29, 2007

Post críptico (aos amigos)

Miguel Marujo

Chego a casa. Um jantar especial, com pessoas especiais. Descobrir que para lá do dia-a-dia da profissão se descobrem pessoas únicas, verdadeiras, amigas. Como a Rita (e os outros que "lá" continuam). Amigos assim, valem mais que qualquer desprazer na vida. Eles sabem-no, mas quis dizê-lo, assim publicamente - cripticamente. (E a Ive Mendes, não tem metade da graça.)

Setembro 28, 2007

PSD

Miguel Marujo

Partido fortalecido, diz Marques Mendes. Partido unido, diz Menezes. Importam-se de repetir?

Setembro 27, 2007

Sons

Miguel Marujo

O jornalismo sai maltratado do episódio SIC-N/Santana, mas já saía no episódio Sampaio/pontapé. Na altura preferiu falar-se ou atacar-se a irrelevância (ou o cansaço com) o Presidente recandidato. Agora, Santana vira as agulhas por causa de um directo irrelevante. O directo para nada dizer deve ser condenado, mas o gesto vindo de Santana soa a falso.

Setembro 27, 2007

Not special

Miguel Marujo

Santana abandonou a emissão da SIC Notícias. O ex-presidente do Sporting, o senhor das festas, da Cadeira do Poder, da incubadora, da eterna vitimização, não gostou de ser trocado por Mourinho. O problema, como ele disse, não é um partido como o PSD ser trocado pelo futebol. Foi cortarem-lhe o pio, ele ser irrelevante ao pé do special one. Nem são de hoje, estes cortes: o pontapé de Marco tramou o lançamento da candidatura de Sampaio. Onde andava então Santana?

Setembro 27, 2007

FFF, Fátima, futebol, filho

Miguel Marujo

Fátima fez o milagre (piada futebolística óbvia, a que acrescento que todo o PeCador encontra castigo), e o Sporting e o Benfica sofreram com os seus próprios milagres. Mas o que se viu foi o fracasso de uma competição: pouca gente, jogos sem golos, penáltis a decidir. Hermínio Loureiro bem pode matar o filho que encomendou... Enjeitado.

Setembro 26, 2007

Arrufos públicos

Miguel Marujo

- Mas porque é que não me ligaste?, porque é que não me ligas nenhuma?
A angústia da adolescente no autocarro foi partilhada em silêncio contido por todos os passageiros.

Setembro 26, 2007

Sem liberdade

Miguel Marujo

A família é una e sagrada para os juízes deste país. Esmeralda foi devolvida ao pai biológico, que se lembrou de a perfilhar com um ano de idade e quando ela já vivia há nove meses com duas pessoas a quem chamava de pais.

Pág. 1/6