Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 10, 2007

Convenção miguelista

Miguel Marujo

Quando vi as férias anunciadas à porta, tive de procurar outro poiso para cortar o cabelo. No Salão Miguel, sou atendido pelo proprietário, que cumprimenta um outro cliente que entra: "Bom dia, Miguel". Resolvi omitir o meu nome.

Agosto 09, 2007

CSI Maddie

Miguel Marujo

Todos os dias vemos as equipas CSI a resolverem crimes em 50 minutos. Num ou noutro episódio (menos habitual), sobretudo na série de Las Vegas e, talvez, na de Nova Iorque, o sistema não funciona: há casos que acabam insolúveis, outros ambiguamente, alguns meros acidentes. Os próprios CSI-reais lá na América criticaram a série por criar uma mentalidade de infalibilidade destas equipas e dos seus métodos.

No caso Maddie, nem os nossos CSI têm a tecnologia sci-fi da tv (alguém terá?) nem a relação com a comunicação social é gerida à americana (e à inglesa). Tudo somado, temos uma imprensa britânica xenófoba - que critica métodos e práticas da PJ, quando estas são apenas diz-que-disse de «fontes próximas» na imprensa -, e que esquece deliberadamente as centenas de crianças raptadas em Inglaterra e cujos casos nunca foram resolvidos pelos bóbis, que parecem ser os melhores do mundo, incluindo cães (que não serão tão bons nos seus próprios raptos).

Quanto ao CSI, gosto muito da série de Las Vegas e um bocadinho menos da de Nova Iorque. A de Miami, está ao nível dos tablóides ingleses, a matilha acossada.

Agosto 07, 2007

Make it simple

Miguel Marujo

Os nossos pró-americanos nunca criticaram os europeus naquilo que mais de criticável têm. Porque carga de água os europeus resolveram complicar nos carros?! A embraiagem não lembra a ninguém. Mas nisto, os nossos pró-americanos são uns franciús do pior! Chiraquianos!

Agosto 06, 2007

Coerências

Miguel Marujo

Vital Moreira acha que Dalila Rodrigues foi bem despedida, por ter criticado a política de museus da tutela. Acho notável, este exercício da coisa pública: aprendi desde sempre a valorizar a crítica, construtiva ou não, para melhorar as coisas onde estava metido, inclusive em lugares de chefia. Já Vital acha que não, que se deve comer e calar. Agora percebo o seu afã em defesa do Estatuto dos Jornalistas. Só não percebo como o jovem Vital há uns anos procurou ser uma terceira via (no seu grupo dos Seis) do PCP sem pensar em demitir-se. Coerências de quem perdeu o bom senso.

Agosto 06, 2007

Mergulho

Miguel Marujo

Ao N.
Há cumplicidades que nascem de anos de encontros e música devidamente partilhada (não como agora, que se partilham ficheiros, mais nada) quando a aprendizagem se fazia de cassetes e vinis e, ainda, CDs, trocados - para ouvir, conhecer, falar e... ouvir. Chamem-me saudosista, esta noite ouço isto. Carreguem play, esqueçam o resto. O mundo pode tornar-se acessório, por uns instantes.


[The Cure, «The Hanging Garden», de «Pornography»]


[The Cure, «One Hundred Years», de «Pornography» (live, Glasgow 1984)]