Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Novembro 18, 2006

Panda para adultos

Miguel Marujo


Num zapping preguiçoso páro no canal Panda: os meus olhos não acreditam ao verem os Scissor Sisters em palco. Se começo a duvidar ter sintonizado o canal infantil, as dúvidas adensam-se com o clip seguinte: quatro garotas, não mais de 10, 12 anos, de nome Doce Mania, com roupas inenarráveis a cantarem velhos sucessos das Doce, pela mão da ex-ali-babá Lena Coelho. Alguém pode chamar ao palco Litte Miss Sunshine?!

Novembro 18, 2006

A causa das coisas

Miguel Marujo

"Um crítico americano queixava-se de que no último Ridley Scott «todas as mulheres são bonitas». Bom, mas isso é o cinema, meu amigo. A quantidade de mulheres bonitas nos filmes é muitíssimo superior à quantidade de mulheres bonitas no nosso quotidiano (excepto se alguém trabalha na Elite). É também para isso que servem os filmes, e o respeitadíssimo Antoine de Baecque esclarece tal ponto sem espinhas em La Cinéphilie: Invention d’un Regard, Histoire d’une Culture (2003). Desde os início que os homens se entusiasmavam com as mulheres belas no cinema e iam ao cinema para ver essas deusas. E mesmo os críticos mais conhecidos, por exemplo os da Nouvelle Vague, falavam quase tanto de olhos e pernas como de travellings. O cinema tem demasiadas mulheres belas? Que ideia absolutamente atroz." [«As mulheres belas», Pedro Mexia, no Estado Civil, com ilustrações possíveis em E Deus criou a Mulher]