Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Outubro 23, 2006

Buda e peste

Miguel Marujo


É uma cidade fantástica, de edifícios únicos e imponentes, rasgada pelo Danúbio. As barcas passam, as bicicletas e os eléctricos serpenteiam a margem, as colinas de Buda guardam as feridas, a planura de Peste esconde as revoltas. Há 50 anos, mais uma vez a História escreveu-se de sangue. Hoje, nas ruas a violência cresce com um primeiro-ministro que mentiu (e por isso devia ter pedido a demissão). Mas a extraordinária ironia é ver o aplauso destas manifestações por quem sempre desdenhou das manifestações contra a guerra e quem chame «mentiroso socialista» quando aplaudiu e aplaude as mentiras de Bush e Blair que nos conduziram a uma guerra. Sim, falo de Pacheco Pereira, que devia ter algum pudor. [«Ele sabe que eu sei que ele sabe que é assim.»]


[foto de uma igreja bombardeada na Segunda Guerra Mundial, em Buda, de que restou parte de uma torre e esta janela - Abril de 2006, por MM]