Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Outubro 31, 2006

Trentinices, bizantinices e beatices

Miguel Marujo

O blogue que se anuncia aqui em baixo é coisa pouco católica, já se sabe, e reúne católicos e evangélicos ou protestantes e católicos, todos com os seus credos na boca. Outras novidades poderão agitar a blogosfera nos próximos dias, sempre entretida com as suas biza(ntinices)rrias, como o do copista-anti-plagiador-vertido-em-encomiasta (sem que ninguém se digne a dizer quem encomendou os respectivos sermões). De resto, sobra sempre muito espaço para outras beatices, coisas muito católicas, já se sabe também. Que os há, há. Por nós, preferimos este tempo cinzento para toldar as cabeças. Amanhã, antecipam-se os finados, que são coisa para se celebrar a 2 de Novembro.

Outubro 30, 2006

[dar um jeito]

Miguel Marujo

Lula ganhou e terá de mudar, Pinochet está sob prisão domiciliária e Berlusconi vai ser julgado por corrupção. Há dias que isto até parece ter conserto.

Outubro 30, 2006

Acne

Miguel Marujo

O blogger tem andado irrequieto, instável, como um adolescente em crise de crescimento, cheio de porquês, sem conseguir fazer nada, prostrado, e eles (o mundo, claro) que se amanhem, não é nada comigo. O miúdo consegue enfurecer o mais calmo dos calmos, o pacato professor que escreve as suas impressões do ensino que se desmorona e dos adolescentes irrequietos e instáveis que lhe aparecem pela frente, do violento adepto de futebol que quer teclar gatuno antes que a memória apague esta jornada ou do anónimo convicto na denúncia de escritores menores num registo cobarde e pequenino. Por estes dias, todos se comportam como a teenager farta dele não tclr nem dar um toque e ameaçam jurar amores imperfeitos a outros. Mas depois acabam por deixar a tempestade passar e continuam a postar no blogger.

Outubro 27, 2006

Têmpera

Miguel Marujo

«[...] Toda esta prosa encantada mas verdadeira tem uma finalidade, caro leitor. A crónica nunca é inocente nem desprevenida, para mais quando se ocupa de blogues.Deixo por isso a pergunta final: para além das excepções da praxe, não será por causa de todo este pesado enredo histórico que são da autoria de mulheres os blogues portugueses em que mais se funde o humor, a paródia, a têmpera, o desconcerto, a provocação e a vitalidade? Querem confirmar? [...]» Vejam então os exemplos de Luís Carmelo, no imprescindível Miniscente. Ou espreitem a coluna aqui à direita. Já há várias semanas que os blogues que nos vão deixando KO são maioritariamente femininos. E percorram essa coluna: as surpresas femininas são muitas - e variadas.

Pág. 1/10