Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 11, 2006

Revisionismos no calor do Verão

Miguel Marujo

Pacheco Pereira* diz que a geração dele perdeu a noção do que é a guerra. Vasco M. Barreto lembra que "para frisar que a Europa vive sob a protecção dos EUA muito me custaria se, por omissão, a experiência de um familiar ferido em combate [na Guerra Colonial] passasse à História como paintball radical". Afinal, adverte e bem Vasco M. Barreto, "anda por aí um certo revisionismo, que fez do 28 de Maio um fim à choldra, da ditadura de Salazar uma catequese compulsiva e do 25 de Abril uma inconsequente brincadeira de magalas, tendo em conta o prognosticável - ao bom estilo de João Pinto - estiolamento do Marcelismo" [no post de leitura obrigatória, "Paintball em Cabinda"].

* - biógrafo de Cunhal, e que combate (muito bem) a hagiografia-revisionista comunista sobre o antigo líder do PCP.

Agosto 11, 2006

Por estes dias [uma legenda]

Miguel Marujo

«A ver quem vai ser capaz de convencer de que a culpa é tua e só tua se o teu salário perde valor todos os dias, ou de te convencer de que a culpa é só tua se o teu poder de compra é como o rio de S. Pedro de Moel que se some nas areias em plena praia, ali a dez metros do mar em maré cheia e nunca consegue desaguar de maneira que se possa dizer: porra, finalmente o rio desaguou! [...] Entretém-te meu anjinho, entretém-te, que eles são inteligentes, eles ajudam, eles emprestam, eles decidem por ti, decidem tudo por ti, se hás-de construir barcos para a Polónia ou cabeças de alfinete para a Suécia, se hás-de plantar tomate para o Canadá ou eucaliptos para o Japão, descansa que eles tratam disso, se hás-de comer bacalhau só nos anos bissextos ou hás-de beber vinho sintético de Alguidares-de-Baixo! Descansa, não penses em mais nada, que até neste país de pelintras se acha normal haver mãos desempregadas e se acha inevitável haver terras por cultivar!»

[José Mário Branco, FMI, recordado pelo Bruno, para legendar a foto do cravo, e cá por coisas!]