Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Julho 12, 2005

Mil folhas

Miguel Marujo

Ele insiste: depois do «Tal & Qual», do «Metro» (duas vezes), do «Público», no domingo passado, e hoje de novo no «Metro» (e certamente noutros que não li), Manuel Maria Carrilho continua indisponível para comentar as ideias para Lisboa. Tanta arrogância, chateia!

Julho 12, 2005

Siglices

Miguel Marujo

Que estranho fenómeno leva jornalistas a designar o novo aeroporto por uma sigla, quando falamos de uma localidade?! OTA não significa Outro Tramado Alqueva, nem outra coisa qualquer. Ota (que é como se escreve) é nome de terra.

Julho 11, 2005

Jet-pop

Miguel Marujo

Chega-se ao fim da tarde ao bairro e toma-se o "Lisboa porta-a-porta", uma carrinha com sete lugares para uso de populares. Sem autocarro à vista, pergunta-se pela janela: destino? e se me leva? Que sim, que é para isso que serve. Que sirva então: use-se o carro, que vazio serve de pouco e gasta muito. Um táxi, assim, dá votos.

Julho 11, 2005

Jet-coiso

Miguel Marujo

Relato do casamento de Catarina Furtado num site "de social": «Com alguma surpresa, Catarina Furtado, que sempre foi bem tratado [sic] pela imprensa nacional, resolveu deixar comunicação social [sic] fora da cerimónia do seu casamento com João Reis. Talvez por isso, a imprensa acabou por ser a grande "dor de cabeça" do casal durante a cerimónia realizada na Quinta dos Anjos, em Santarém. Um helicóptero munido de máquinas fotográficas [sic sic] sobrevoou a Quinta e estragou os planos da noiva. O percurso da Ermida teve que ser feito de uma forma mais discreta, de forma a evitar que fossem captadas fotos do seu vestido de noiva. Durante a festa a "namoradinha de Portugal" andou sempre a esconder-se do "maldito" helicóptero.»