Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Fevereiro 27, 2005

Dois lutadores pela liberdade

Miguel Marujo

Vítor Wengorovius, fundador do Movimento de Esquerda Socialista ao lado de Jorge Sampaio, morreu hoje. Wengorovius foi dirigente da Juventude Universitária Católica. Em 1974, ajudou a fundar o MES, uma organização nascida a partir da ala católica da CDE e do movimento estudantil pré-25 de Abril. [excertos da breve nota biográfica da Lusa].
Ontem, como bem assinalaram o Barnabé e o Blasfémias, foi conhecida a morte de Peter Benenson, o fundador da Amnistia Internacional. A história é conhecida: dois estudantes brindaram à liberdade na Lisboa salazarenta dos anos 60 e foram presos. Um advogado leu a breve notícia num jornal inglês - e puxou de uma carta e de uma caneta para criar um movimento que hoje é essencial na luta pela liberdade e a favor dos direitos humanos.
Cada um à sua maneira, Wengorovius e Benenson brindaram à liberdade... que é sempre pouca!

Fevereiro 27, 2005

Deus escreve direito por linhas tortas

Miguel Marujo

O mau tempo impediu hoje de sair às ruas de Évora a tradicional Procissão do Senhor dos Passos, este ano com a intenção especial de pedir chuva, sendo substituída por uma via sacra no interior da igreja. Com a particularidade de se realizar desde o século XVIII, a procissão deste ano visava também a oração pela chuva, mas a precipitação, vento e frio levaram à sua substituição por uma via sacra no interior da Igreja do Espírito Santo. [da Lusa]

Fevereiro 27, 2005

One world is enough for all of us

Miguel Marujo

À mesa de jantar, as entradas fazem-se com um atrevido vinho tinto rosé moldavo, umas ovas de peixe com nome impronunciável ucraniano. Quando se entra na sopa, estranha-se e entranha-se: beterraba, batata, funcho, feijão e outras iguarias não nomeadas - numa mistura improvável de sabores e cheiros. Seguem-se umas almôndegas com gretska, um cereal que ficou sem tradução mas com um gosto delicioso na boca. Tudo regado a vodka com pimenta - e duas cascas repousam na garrafa para o atestarmos. A sobremesa voa entre ameixas fumadas embebidas em natas e nozes e um bolo de chocolate. Delicious. À mesa, os preconceitos morrem sempre: os racistas e xenófobos não se alimentam bem.

[Talvez a propósito: o supermercado do Corte Inglés tem a semana dos alimentos europeus. A descobrir.]