Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Outubro 08, 2004

Mau tempo

Miguel Marujo

Esta é, provavelmente, a última posta que envio do Japão. Pelo menos é a última que enviarei de Fujiyoshida, já que dentro de seis horas partirei rumo a Tokyo. Quer dizer, partirei se o tufão não se adiantar e não chegar antes do previsto a esta zona... É que a sua chegada só está prevista para daqui a cerca de 12 horas, mas nunca se sabe...

De qualquer forma, toda esta zona já está sob a influência do tufão, tendo chovido todo o dia e verificando-se já algumas rajadas bem fortes. Estamos todos um bocadinho nervosos, mas os japoneses tentam manter a calma, dizendo-nos que já é o 22º só este ano! Mas sempre nos vão avisando para a possibilidade de cancelamento de voos, de interrupções nas ligações ferroviárias e rodoviárias e outras alterações de somenos.

Veremos... se não for amanhã, relatarei a experiência logo que possa. Ainda tenho pela frente uma semana em terras japonesas e se for tão intensa em experiências como foi a primeira, não sei se aguentarei!

Pelo que percebi, hoje também há mau tempo em Lisboa. Mas não é de admirar... com tudo o que se tem passado nos últimos dias, estranho era que o sol continuasse a brilhar!



Outubro 07, 2004

Terramotos

Miguel Marujo

Ontem tive mais um cheirinho de Japão genuíno: um terramoto!

Nada de muito grave, é certo, e, no entanto, move-se...

Mas hoje vi no Público que também houve um terramoto em Portugal, que teve efeitos lá para os lados da TVI! Uma pessoa não pode ausentar-se por uns dias que logo o país decide mudar radicalmente. Que o Durão Barroso deixe o Governo para ir para Bruxelas, tudo bem; que o Santana Lopes deixe a Câmara de Lisboa para ir para o Governo, ainda vá; agora, que o Marcelo Rebelo de Sousa deixe a TVI porque o Governo e a direcção do canal acham que ele devia ser mais moderado nas críticas, isso já me parece ultrapassar todos os limites do razoável!

Para onde é que caminha Portugal?! O que resta a um país a quem é retirado o direito de escolher o seu Governo, que é privado de justiça, saúde e educação e que, agora, é privado da pluralidade da comunicação social?!

Visto a partir do Japão, esse país é uma anedota. Sem piada e de mau gosto! Mais parecido com o seu irmão guineense do que com os seus parceiros europeus. Mais triste do que nunca. Mais desperdiçado do que seria possível imaginar.

Daqui da base do Monte Fuji lanço um apelo desesperado ao Presidente da República: Dr. Jorge Sampaio, a sua brincadeira de mau gosto já nos fez chorar mais nos últimos três meses do que eu e Vossa Excelência poderíamos alguma vez ter imaginado. Portugal precisa de um novo Governo. E precisa de um novo Governo já! Cumpra a Constituição e a vontade da maioria que elegeu Vossa Excelência e dê-nos a oportunidade de decidir. Quanto antes! Porque Portugal não pode esperar, porque os Portugueses e as Portuguesas não podem esperar! Porque um outro Portugal é possível, necessário e útil, ao Mundo e à Humanidade.

Outubro 07, 2004

Marcelices

Miguel Marujo

1. José Manuel Fernandes tem hoje uma verdadeira pérola no Público: «Os estragos provocados por este Governo ao fim de pouco mais de três meses ultrapassam as piores previsões dos mais pessimistas». Mas não foi o mesmo JMF que defendeu intransigentemente a solução da não convocação de eleições, em Julho? Foi. Razão tinha João Pedro Henriques, ontem no mesmo jornal, sobre as lamúrias de Jorge Sampaio: «Agora é tarde, senhor Presidente!». Agora também é tarde, JMF.



2. Eu, obviamente, estou muito preocupado. Até onde posso escrever? O que posso escrever? Devo fidelidade aos leitores. E os interesses da empresa para que trabalho? Lembram-se do caso Carreira Bom?



3. De que fala hoje Luís Delgado na sua coluna no Diário de Notícias: do «dilema comunista». Ora tomem!