Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Setembro 05, 2004

(aos meninos da Ossétia)

Miguel Marujo

«Conta Eduardo Galeano que foi numa véspera de Natal, no Hospital Pediátrico de Manágua. O director clínico dava uma última volta pelas enfermarias antes de sair para a consoada em família. Foi então que sentiu uns passitos suaves atrás de si e, ao voltar-se, foi interpelado por um dos meninos internados, precisamente aquele que a morte seduzia já para os seus braços. E o menino pediu-lhe: "Diz a... diz a alguém que eu estou aqui."» [Crónica da Solidão, Palombella Rossa]

Setembro 05, 2004

30000

Miguel Marujo

[número redondo: esta semana passámos as trinta mil visitas. não nos responsabilizamos por eventuais efeitos secundários. mas a gerência agradece a preferência.]

Setembro 05, 2004

O resultado foi melhor que a exibição

Miguel Marujo

«Neste cenário, e após o intervalo, estava visto que faltava um passe de mágica. Mas, foi das bancadas de chegou a veia mais genial. Uma valquíria nórdica iludiu a segurança e entrou em campo quase da mesma maneira como veio ao mundo. Foi o delírio da multidão. Foi, também, a inspiração erótica que guiou Portugal à vitória. A imagem do corpinho roliço da moça parece ter deixado a defesa letã meio abananada. Distraiu-se, os portugueses insistiram [...].» [in Jornal de Notícias]


«Faltava um momento de magia. E ele veio da bancada, aos 53'. Uma bela letã que resolveu então entrar semi-nua no relvado, interrompendo por momentos a partida. A imagem rapariga como que forneceu a inspiração que faltava a Portugal, em especial a Cristiano Ronaldo.» [in Público]


«A emoção do jogo esgotava-se no ambiente quente das bancadas, até que uma musa inspiradora entrou em campo quase como Deus a mandou ao mundo e os jogadores portugueses despertaram finalmente para o golo, ou melhor, para os golos.» [in Diário de Notícias]


«Portugal marcou, minutos depois de uma rapariga letã ter entrado no relvado com menos roupa do que é próprio num estádio de futebol. Foi a prova que faltava: este sábado nada seria capaz de retirar a concentração aos portugueses [...].» [in MaisFutebol]


[actualização: graças ao sempre atento Rui, podemos ligar o texto à imagem: Pauleta inspira-se. depois suspira-se.]