Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Fehér

por Miguel Marujo, em 26.01.04
Miklos Fehér morreu em Guimarães, aos 24 anos, na sequência de uma paragem cardio-respiratória ocorrida durante o jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica.



Tinha acabado de ver um cartão amarelo e a câmara mostrava o seu sorriso irónico. Voltou-se, recuou, parou, curvou-se e caiu inanimado. Dois minutos antes tinha feito o passe para o golo que deu a vitória à sua equipa.



Manuel Cajuda considerava-o o melhor ponta-de-lança a jogar em Portugal. Apesar de nunca ter deixado de ser a segunda ou terceira opção nos clubes por onde passou, "tapado" por jogadores como Jardel, Nuno Gomes ou Sokota, o internacional húngaro nunca virou a cara a luta, nunca desistiu e empenhava-se em todos os jogos como de finais se tratassem.



O Benfica obteve ontem a vitória mais triste da sua centenária história. Miklos Fehér saiu derrotado da final de ontem, mas viverá para sempre na nossa memória.



Vai ser difícil esquecer as imagens vistas em directo. A morte de um jovem ser humano, transmitida em directo pela televisão... Ainda por cima, a morte de um futebolista da nossa equipa, ocorrida no estádio da terra que dizemos nossa.



Os homens também choram quando assim tem de ser... Ontem teve de ser!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da sobriedade

por Miguel Marujo, em 26.01.04
A imagem de Fehér a tombar no relvado já foi mostrada à exaustão. Agora são os jornais televisivos da tarde levados à exaustão. Com mais de 35 minutos de jornal, apenas se falou da morte do jogador nos três canais televisivos. Noutros campos, a sobriedade também parece ter estado de fora (a primeira página do JN é má...). Valeu a primeira página de A Bola.



Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre a laicidade

por Miguel Marujo, em 26.01.04
O André Belo, no Barnabé, ao falar dos 30000 alunos de escolas portuguesas [que] vão copiar em conjunto a Bíblia à mão, disse esperar «sinceramente que seja uma medida laica, isto é, sem a participação do Estado nem de alunos e professores exteriores à opção de religião e moral» [sublinhado nosso]. Na caixa de comentários ao texto disse-lhe que a laicidade não era isto...



Para mim, a laicidade do Estado não se joga na ausência do Estado de iniciativas que partam da Igreja Católica - ou de outras igrejas e comunidades.



A laicidade do Estado joga-se na pluralidade de todas as religiões no espaço público (podemos discutir se é isso que acontece na prática, mas isso é outro ponto). Não me incomoda uma manifestação religiosa - cristã, muçulmana, judaica, ... - ter a "participação" «de alunos e professores exteriores à opção de religião e moral». Ou as religiões apenas são toleráveis metidas na sacristia ou enfiadas em sinagogas clandestinas?



É uso e costume de algum discurso da esquerda se insurgir contra o discurso da Igreja (assim se identificando a Igreja de Roma, o Vaticano) na moral sexual. Que devia ser outro o discurso do Papa. Concordo. Mas a seguir parece querer remeter-se as igrejas para o interior dos seus templos. Este sinal também é dado, sobretudo em espaços à direita, quando as questões são políticas. Por exemplo, no fórum de leitores do PortugalDiário, a propósito das declarações críticas do bispo católico Januário Torgal Ferreira, sobre a política de imigração deste Governo PSD-PP, houve comentadores que escreveram: "a igreja não se deve meter na política" (claro: se for contra este Governo; se for a favor, lá escreverão que "até os senhores bispos falam bem"). Noutros sítios, há quem reclame ainda por mais intervenção da Igreja Católica na área social, na denúncia de más políticas sociais (como as do católico Bagão, por exemplo)...



São dois ou três exemplos. A condição da laicidade também é a minha. Defendo a laicidade do Estado, mas esta não se deve basear no totalitarismo da "ausência" de sinais religiosos, como na Albânia de Enver Hoxa ou, salvas as devidas proporções, na França de Chirac, que se meteu (como bem sublinhaste) numa alhada com a "lei do véu"...



Por fim, remeto para um texto do Movimento Católico de Estudantes, redigido já em 1993: «O cristão não é "a alternativa a este mundo corrompido", a única possibilidade de salvação. Evangelizar a partir da cultura, discernir como viver a fé no diálogo reconhecedor da autonomia e da pluralidade da Cidade e das especificidades culturais, exige que os cristãos não se posicionem paralelos a nada, mas numa cidadania feita com outros [...]».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Última Vontade

por Miguel Marujo, em 26.01.04
«Morrer assim / como outrora o vi morrer – , / o amigo que lançou relâmpagos e olhares / divinos na minha escura juventude: / – malicioso e profundo, / um bailarino na batalha –, // entre guerreiros o mais jovial, / entre vencedores o mais grave, / um destino sobrepujando o seu destino, / duro, pensativo, clarividente –: // estremecendo porque vencia, / exultando porque morrendo vencia –: // ordenando, ao morrer, / – e ordenou o aniquilamento... // Morrer assim / como outrora o vi morrer / vencendo, aniquilando...» (Nietzsche)





Luís Afonso, in A Bola

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigado, Fehér.

por Miguel Marujo, em 25.01.04
.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adesão elevada

por Miguel Marujo, em 23.01.04
A escassas horas do fim da greve, a administração e os trabalhadores deste blogue podem garantir uma adesão elevada à greve de hoje (aqui no blogue, claro). O Governo escusa de assobiar para o lado.



PS - Lembram-se do despacho do gabinete do ministro dos Assuntos Parlamentares, publicado aqui mais abaixo? Foi assunto, hoje, no PortugalDiário. Se não houvesse outros motivos para a greve, este seria um deles: «Assessora do ministro, advogada desde 2001, ganha 883 contos», que é como quem diz a contenção quando nasce não é para todos. Mas a blogosfera, pelos vistos, prefere andar a discutir isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ajuda telefónica

por Miguel Marujo, em 23.01.04
Novo serviço da Cibertúlia. Inaugura-se em Fevereiro. Boa noite.

Autoria e outros dados (tags, etc)

De greve

por Miguel Marujo, em 23.01.04
Este blogue estará hoje em serviços mínimos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ele voltou...

por Miguel Marujo, em 22.01.04
... como podem ver, aqui ao lado, na coluna dos blogues «clássicos». Carlos Vaz Marques, o "Outro eu", tem uma nova morada porque tinha perdido a "chave" para entrar na sua (antiga) casa. Mas a mudança é óptima - para quem sentia a falta de CVM: «Tive de procurar outra morada. O nome é o mesmo, o habitante também. Só mudou a rua e o recheio da sala. Quis que as paredes fossem iguais mas ainda me falta a mobília. Talvez com o tempo seja capaz de voltar a ter um lugar minimamente habitável e suficientemente digno de visita.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ouvir o desassossego

por Miguel Marujo, em 22.01.04
Lembrete: hoje à noite, Vozes Que Dizem o Canto, música sacra portuguesa e música ortodoxa, pelos Grupo Vocal Olisipo e o Coro da Igreja Ortodoxa Romena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Santana a arder

por Miguel Marujo, em 22.01.04
Os boys laranjas e azuis continuam a tomar de assalto a Câmara Municipal de Lisboa. António Monteiro, o senhor EMEL, vai passar a ser vereador na autarquia, no lugar de Pedro Feist (antigo dirigente popular), que disse que o senhor dos parquímetros não tem currículo nenhum, só ambição. A prová-lo está esta notícia: «Lisboa: nomeação de vereador pode ser ilegal. Presidente da EMEL pode vir a ser vereador. Mas António Monteiro parece ter mais cargos que tempo».



Certamente Santana já terá engendrado uma qualquer fuga para trás...

Autoria e outros dados (tags, etc)

O novo ano chinês do macaco

por Miguel Marujo, em 22.01.04


... segundo o Google.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem tem medo da Volkswagen?

por Miguel Marujo, em 22.01.04
«Foram muitas as pessoas que se deslocaram às boas instalações da Academia do Sporting para assistir ao jogo-treino entre o Sporting e o Wolfsburgo, apesar de ser quarta-feira, dia útil. Mas a figura mais ilustre que presenciou o joguito de futebol foi o ministro da Economia. Tinha o intervalo acabado há pouco, quando Carlos Tavares se sentou ao lado do presidente do Sporting e assistiu aos últimos 45 minutos de bola. Não se sabe se o seu homólogo alemão faria o mesmo no caso do Boavista (actual sétimo classificado do campeonato português) realizasse em terras germânicas um jogo-treino com o Bayern de Munique (segundo na Bundesliga). Mas talvez tivesse alegado uma agenda demasiado preenchida e optasse por se manter no seu gabinete ministerial. A verdade é que o titular da pasta económica do Governo português lá aceitou o convite da Volkswagen, proprietária do Wolfsburgo, e ocupou grande parte da sua tarde de quarta-feira a ver o jogo-treino entre Sporting e Wolfsburgo. É que a um ministro que se preze não se pode recusar, sem mais nem menos, um convite de uma multinacional que, na fábrica de Palmela, produz 600 automóveis por dia e que representam 7,8 por cento das exportações nacionais, 1,9 por cento do Produto Interno Bruto português e dá trabalho a 3200 pessoas.



No final da jogatana, batedores da GNR facilitaram a vida ao ministro, que não teve que penar longos minutos para conseguir andar alguns metros na "estrada" que separa a Academia do Sporting da Estrada Nacional.
»



Texto publicado hoje na secção de Desporto do Público [sublinhados nossos].

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem tem medo de Alberto João?

por Miguel Marujo, em 22.01.04
«Governo continua a dever dinheiro à Madeira», lê-se no Público. E o presidente do governo regional madeirense deixou-nos mais esta pérola: «"Há uma ideia de que sempre que o Governo Regional da Madeira reúne com o Governo da República vimos aqui buscar dinheiro. Não foi disso que se tratou", disse Jardim, que se afirmou "solidário" com o todo nacional. "Nunca fui tão solidário com um Governo da República como tenho sido com este", acrescentou, acabando por dizer: "Quem deve neste momento é o Estado à região."»

Autoria e outros dados (tags, etc)

À espera do sobressalto

por Miguel Marujo, em 21.01.04
Enquanto aguardamos notícias do vento que passa, trago outras pequenas ajudas:



- o vereador das Obras Públicas de Lisboa (peço desculpa, ministro das Obras Públicas de Portugal), Carmona Rodrigues, lembrou que os passes têm de subir até oito por cento - e 3,9 por cento em termos médios - e que para conter os prejuízos seria necessário aumentar os preços em 25 por cento. Às malvas a aposta no transporte público!



- o ministro dos soldadinhos de chumbo (peço desculpa, ministro da Defesa da Raça), Paulo Portas, devia ler o relatório da OCDE hoje divulgado: «Em Portugal, há mais saídas de portugueses que entradas de estrangeiros, pelo menos desde 1993».



- a ministra das obsessões só para alguns (peço desculpa, ministra das "suas" Finanças), Manuela Ferreira Leite, levou hoje um puxão de orelhas da Comissão Europeia: «Comissão Europeia deixa aviso a Governo: Défice "excessivo" e viabilidade "incerta" das contas públicas são "pontos negativos"» (e agora quem acusa Guterres, citando Bruxelas?).



- o ministro da comunicação social deve andar contente, com a nova 2: (schiu! não se pode criticar este canal!) e com as audiências da TSF, que baixaram na Grande Lisboa e no Grande Porto, onde estão os "eleitores-decisores"...



- o ministro dos assuntos particulares (peço desculpa, ministra dos Assuntos Parlamentares), Marques Mendes, contratou (certamente à revelia da ministra das obsessões) uma "técnico-jurídica" para o ajudar. E por isso vai pagar-lhe 3703,84 euros mais IVA. Que é como quem diz 742 contos, na moeda antiga, mais o "ivazinho"...





agradecimentos aos Galarzas por esta última dica

Autoria e outros dados (tags, etc)





Seguir

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D


Links

KO! [EM DESTAQUE]

  •  
  • OS QUE LINKAM A...

  •  
  • MUITO CÁ DE TODOS OS DIAS

  •  
  • CÁ DA CASA TUDO PARADO

  •  
  • MUITO CÁ DO PRÉDIO

  •  
  • MUITO CÁ DO BAIRRO

  •  
  • ESPECIALISTAS [CINEMÚSICA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [COMUNICAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [ESCRITA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HISTÓRIA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [FOTOGRAFIA+ILUSTRAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [IGREJA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HUMOR]

  •  
  • ESPECIALISTAS [SABERES]

  •  
  • PARA DESCOBRIR

  •  
  • FORA DOS BLOGUES