Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 19, 2004

Derrotado no terceiro "round"

Miguel Marujo

Ele, Miguel Marujo, não resistiu: ao terceiro assalto foi-se abaixo - "Goldie Hess knocked out Mike Marujo in the third round in that bout». O combate em causa terá acontecido a 13 de Abril, há muitos anos, e parece ser o único registo que ficou para a posteridade.
Afinal, de quem falo? De um Marujo, Miguel Marujo, também conhecido por «Mike» Marujo. Um outro eu: «[...] Miguel (Mike) Marujo, who fought during the 1920's. All that I have been able to confirm so far, is that he fought (and lost) to Goldie Hess, on April 13, 1927 in Ocean Park, California. I have checked numerous boxing print resources (Who's Who in Boxing, Boxing Register, Ring: Record Book and Boxing Encyclopedia, etc) and did not find any mention of this fighter.»
Segundo a mesma fonte, este outro Marujo, Miguel Marujo (aka Mike Marujo) terá 97 anos, mais coisa menos coisa, e viverá na Califórnia. Não há mais dados disponíveis sobre este homem (português?) que nos idos dos anos 20 terá tentado a sua sorte no ringue e soçobrou ao terceiro "round". Pena minha.

Janeiro 19, 2004

O frio também mata

Miguel Marujo

Hoje, dia de muito frio, mesmo em Lisboa, soube-se que o calor do Verão afinal não matou as quatro pessoas que o senhor ministro disse que o calor matou, numa contabilidade mirabolante feita perante os deputados da Assembleia. Terá morto mais de duas mil pessoas. Hoje, dia de muito frio, o senhor ministro que falou em quatro mortos por causa da canícula remeteu-se ao silêncio. Não fala, não comenta, não quer saber. Pergunta retórica: ele quer saber da saúde dos portugueses - ou só se preocupa com a saúde do Grupo Mello?

Janeiro 19, 2004

Insólito

Miguel Marujo

Ao frio, com carros de fundo, um ministro desceu à cidade para explicar as medidas de uma autarquia. Carmona Rodrigues despiu a fatiota de membro do Executivo de Durão para assumir a sua condição de santanista e defender e explicar as obras do Túnel do Marquês. Nem o facto do actual ministro das Obras Públicas ser o antigo responsável da Câmara de Lisboa para aquele empreendimento justifica o que vimos ontem, na SIC: um ministro a defender uma autarquia laranja.



Esperam-se novas atitudes solidárias: o ministro do Ambiente, Amílcar Theias, em acto de contr(ad)ição a defender o presidente da Câmara de Ílhavo com a construção da marina na Barra de Aveiro. O ministro David Justino a explicar os contratos a prazo dos vereadores da câmara de Oeiras. A ministra das Finanças a passar os cheques dos administradores dos hospitais SA e a zurzir nos sindicatos por causa dos aumentos zero na função pública.