Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Julho 02, 2003

Erros massivos ou disparates maciços?

Miguel Marujo

É uma boa pergunta, Zé. Sabemos que os erros dos americanos foram massivos. E as armas continuam por encontrar. Assim como o Português não dá para esclarecer.

Consultei, há tempos, o Ciberdúvidas (um bom site sobre dúvidas de Língua Portuguesa) e seguindo os seus conselhos optei pelo «massivo», galicismo como sabemos, pouco dado às massas italianas. Hoje, quando lá voltei, para poder "sacar" as doutas opiniões, dei de caras com uma outra...

Assim, deixo à vossa escolha:



1. «Querendo maciça significar «compacta, que não é oca; que representa grande densidade, espessa» e massiva «significativa; relativo a um grande número de pessoas», inclino-me mais para o uso do adjectivo massiva para qualificar destruição. Sendo assim, a frase ficaria: «A destruição provocada por armas nucleares é massiva/significativa».

Estou ciente de que nem toda a gente vai concordar com esta explicação, pois está enraizada a noção de que maciça e massiva são sinónimos, como aliás vem referenciado no Dicionário de Sinónimos da Porto Editora.»



Maria Celeste Ramilo




2. «O adjectivo "massivo" ocorre tanto na versão escrita 2003 como na versão "online" do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, com o significado de «relativo a um grande número de pessoas, referente a massa; sólido, volumoso; significativo». Na 8.ª edição revista e actualizada 2000 do dicionário da Porto Editora a palavra ainda não aparecia.

Outros dicionários de referência não a mencionam, a não ser o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, definindo-o apenas como termo linguístico: «Diz-se do substantivo que representa um conjunto que não é passível de ser dividido».

Sendo um termo condenado pelos puristas, a maior parte dos dicionários já o regista.»



Maria Celeste Ramilo




3. «Não parece que haja necessidade de usarmos o adjectivo massivo, talvez por cópia do inglês massive e/ou do francês massif, porque o nosso adjectivo maciço, além de o compreendermos melhor por ser da nossa língua, traduz perfeitamente os sentidos originais dos termos estrangeiros massive e massif.

O nosso maciço também tem que «ver com "massa", com ser compacto e denso.», pois que, entre as várias significações, tem as seguintes: que é compacto; pesado (sinónimo de denso) – acepções estas a que se refere o prezado consulente para justificar a adopção do estrangeirismo massivo, de que não precisamos. É palavra que nem sequer vem nos dicionários.

Não precisamos para nada da palavra massivo em «afluência massiva de pessoas = afluência em massa», porque o nosso vocábulo maciço também se emprega nesta acepção. É o que nos ensina o muito bom e conhecido Dicionário Aurélio na entrada maciço:

«Em grande quantidade, comparando-se ao que é comum: presença maciça de espectadores.»

Em conclusão: o prezado consulente não apresentou nenhum caso em que o significado de massivo não esteja também em maciço.

Possivelmente, deixou-se levar, o que é natural, pela grafia massivo, em que há os dois ss de massa. Mas uma coisa é a grafia, e outra é a significação. No caso em questão é esta que interessa.

Caso semelhante se passa com o espanhol macizo, ligado também à ideia de massa. Diz assim o bom e conhecido «Diccionario de Uso del Español» de Marta Moliner na entrada macizo, a: «Formado por una massa sólida sin huecos en su interior.»

No nosso português, não é estranho o uso de maciço para significar grupo de pessoas ou coisas muito juntas, como vimos na transcrição atrás.



J.N.H.




4. «Massiva está sempre errado. Este adjectivo é um galicismo condenável, dado que temos há muito, com o mesmo significado, o vernáculo maciço. Portanto: «armas de destruição maciça».



F.V.P. da Fonseca




Baralhar e dar de novo. Como se lê a língua portuguesa tem muito que se lhe diga. Eu, por mim, estou baralhado. Edite Estrela, volta, e ilumina as nossas vidas!

Pág. 9/9