Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Junho 11, 2013

Ora, batatas!

Miguel Marujo

Cavaco Silva quis fazer o elogio da agricultura, para justificar as suas opções como primeiro-ministro em 1985-1995, enaltecendo a PAC e o mundo rural que nasceu do "velho". E para melhor comparar disse, em Elvas, que «ao atraso do mundo rural estava associado o atraso das suas populações, que viviam em condições precárias, com níveis de analfabetismo muito elevados. Não é preciso recuar muitos anos para reviver situações de miséria que persistiam em pleno século XX, e que, pela pena de autores como Alves Redol ou Manuel da Fonseca, a literatura neorrealista captou em páginas que ilustram o modo como se vivia – ou, antes, sobrevivia – nos campos de Portugal.» O que o Presidente não explicou é que essas páginas (que ficam bem citadas no Alentejo) eram dos anos 1940 e 50, em tempos de ditadura, pelo que descrever o mundo rural a partir de Redol e Fonseca, mesmo em 1986, é desonesto.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.