Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Dezembro 29, 2007

De quem se olha ao espelho

Miguel Marujo

Escreve Pacheco Pereira, hoje no Público, sobre «A cultura de blogue nacional», para concluir que é um «mostruário da nossa pobreza, da nossa rudeza, da falta de independência que caracterizam o nosso "Portugalinho"».

Vejamos o blogue de Pacheco: Coisas da Sábado (os textos que publica nessa revista); o texto semanal de opinião do Público; «early morning blogs» (poemas ou textos de outros autores postados de manhã); «Momentos em tempo real: exteriores» (fotos manhosas ou bonitas dos leitores); «o Abrupto feito pelos seus leitores» (e-mails e comentários dos leitores com comentários a posts ou a temas). Tudo somado, há pouco de Pacheco Pereira-blogger neste seu blogue. Deve ser o retrato «da nossa pobreza, da nossa rudeza, da falta de independência que caracterizam o nosso "Portugalinho"».

[Nota: o Abrupto já teve uma média de 4 mil e tal visitas no sitemeter, hoje queda-se pelos dois mil e muito, que ainda é muito mas reflecte a significativa perda de importância do Pacheco de hoje na blogosfera nacional. Talvez por isso o texto de hoje no Público, que será publicado no seu blogue.]