Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Setembro 07, 2012

Este é o professor que está a mais

Miguel Marujo

 

Diz hoje Nuno Crato que há "professores a mais". Tenho sempre muita dificuldade em falar das pessoas como estando "a mais". Vamos fazer o quê com as pessoas a mais? Eugenia? Deixá-las à fome? (Aqui, pelos vistos, eles já começam a tentar.) Agora: o número médio de alunos por turma é qual? Quem o aumentou descaradamente? Crato. Que diz que há alunos a mais. Se ele começasse por reduzir o número de alunos por turma para padrões europeus de qualidade teríamos certamente menos professores supostamente sem nada.

 

Contas da Pordata dizem-me que em Portugal seriam 13,3 alunos por professor em 2000; e 11,2 em 2010. Na Alemanha para este mesmo ano são 12, na Áustria e Bélgica 11,1 e na Dinamarca 7,1! (Ainda dados da Pordata)

Como se vê: é um disparate dizer que há professores a mais. O que há é política de educação a menos e vontade séria de rever o ensino. Se calhar, deteriorando a escola pública mais se consegue empurrar muitos para o privado. E ficamos com os "carpinteiros" e "eletricistas" no público. Deve ser essa a filosofia de Crato. O único professor que está a mais, já se percebeu.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.