Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 29, 2012

Uma foto, um congresso

Miguel Marujo

Fotografia © Pedro Rocha/Global Imagens

 

Esta imagem vale um congresso. Sexta e sábado acompanhei o conclave da CGTP, como jornalista, e pude ver ao vivo um momento histórico. A saída de alguém que teve tempo para (durante longos 25 anos) construir uma central sindical que se foi libertando de um espartilho partidário, que tentou condicionar muito a ação dessa central, e a entrada de alguém que terá não mais do que oito anos para responder ao "preconceito anticomunista" (como Arménio Carlos classifica as críticas que lhe dirigem por agora acumular a sua função de secretário-geral da Intersindical e ser membro do comité central do PCP).

 

Esta imagem vale um congresso: no primeiro dia, momentos antes da sua intervenção, Carvalho da Silva alinha as notas de um discurso que, apesar das violentas críticas ao acordo de concertação social e às políticas do Governo, soube ler sinais diferentes de um mundo a preto e branco (e relembrar a esperança que uma eleição de Obama trazia, por exemplo). No final, Arménio teria uma palavra para Carvalho da Silva, mas apenas diluída na coletiva menção dos "camaradas" que saíram. Muito pouco para reconhecer que - apesar de uns mais mediatizáveis que outros, como Arménio fez questão de sublinhar várias vezes -, Carvalho da Silva deu muito ao sindicalismo português. Independentemente do lado da barricada.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.