Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Novembro 29, 2011

Agarra que é ladrão

Miguel Marujo


Esta foto foi tirada esta terça-feira à tarde em São Bento pelo deputado do PCP, António Filipe, que a publicou no seu facebook. Em frente ao Parlamento manifestavam-se umas largas centenas, talvez mil estudantes do ensino superior. E para tamanha multidão a PSP deslocou o que se vê na imagem: 20 viaturas estacionadas defronte do edifício, mais umas quantas visíveis na rua em frente, sabe-se lá quantos escondidos no jardim de São Bento.

Há várias questões pertinentes que se colocam perante a imagem:
- quanto custou esta operação, claramente desproporcionada?
- quantas ruas ou zonas sensíveis de Lisboa não tinham àquela hora qualquer patrulhamento?
- quantos supostos "anarcas radicais" esperava a PSP encontrar naquela molhada?
- as manifestações pacíficas e ordeiras que se assistem em Portugal vão passar a ser acompanhadas por dispositivos idênticos (e para uma de milhares de pessoas quantos agentes é que o MAI vai pôr nas ruas)?

A conclusão disto tudo é só uma: instalou-se uma narrativa em que o MAI/Governo e PSP confundem exercício de autoridade com excesso de zelo e há que criminalizar as ruas e quem protesta. Isso é próprio de governos fracos: Cavaco Silva começou a perder a rua assim.



3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Fernando

    30.11.11

    O Sr. deputado do PCP também tem fotos da ditadura de Estaline que ele idolatra? Nessa altura não eram medidas de segurança mas sim assassínios em massa e um clima de terror. Aqui esta a defender-se um sistema democraticamente eleito...
  • Sem imagem de perfil

    Tó Zé

    02.12.11

    Tenho de concordar consigo em diversos pontos. Primeiro, sim, é verdade, Estaline foi um ditador. Segundo, ele matou muitas pessoas.
    Gostaria também de lhe apresentar alguns factos da história europeia do início do século XX. Antes da Guerra foi assinado o pacto Germano-Soviético que Hitler em 1942~deixa de cumprir e ataca a URSS. À data, o país não era ainda a grande potência comunista e teve de se defender por todos os meios que tinha. Quais foram esses meios? Queimar todas as colheitas de modo a que os nazis não tivessem alimentação, condenando assim milhões de pessoas a morrer à fome. Ainda assim, e a custo, travaram a invasão nazi. É um facto que se não houvesse a frente soviética a gastar soldados e a invadir a Alemanha por outra frente, os norte-americanos nunca teriam chegado à Alemanha.
    Ironicamente, a Europa è livre graças a esse ditador de que tão mal fala.
    Caso não saiba, a URSS enfrentou também conflitos entre vermelhos ou comunistas e brancos ou capitalistas. Nesses conflitos, uma parte mais pequena da população que queria de novo que um regime pouco livre com massacres, como o Domingo Sangrento, voltasse à Rússia (Czarismo), também se sentiam ofendidos com a perda da Polónia para saír da 1ª Guerra Mundial.
    É infeliz que as pessoas só saibam a parte da História que lhes vendem!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.