Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 31, 2011

Peregrino

Miguel Marujo

De vez em quando, para impressionar (só pode ser para impressionar), um líder político saca da cartola uma ideia peregrina sobre transportes públicos. Não fazem ideia do que falam, nunca os frequentam, não estudam, mas resolvem mandar um bitaite. Agora foi Passos Coelho, que resolveu dizer que é um escândalo o Estado subsidiar o passe social.

Duas observações apenas: Passos Coelho alguma vez se deu ao trabalho de conhecer quem compra o passe social?! E por fim: se uma pessoa opta pelos transportes públicos, em detrimento do uso privado do carro, está a contribuir para um melhor ambiente, para uma cidade menos entupida de automóveis. Não é isto argumento suficiente para que se estabeleça um preço social para o seu passe?!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Miguel Marujo

    01.02.11

    Carlos Lopes, importa-se de ler o que escrevi?! Falo do fim dos passes sociais, ou pelo menos da sua atribuição a quem não mostrar a declaração de IRS na transportadora, que Passos Coelho apresentou como ideia. Embora ache igualmente peregrinas as ideias sobre os défices das empresas (em lado algum li sobre a TAP, e a TAP tem concorrência onde e para quê? e ouvi referências laranjas às CP e Metros, e afins, mas posso estar enganado), este post não fala disso. Por isso, o seu comentário é na porta ao lado.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.