Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Setembro 22, 2010

Imobilizados

Miguel Marujo

Hoje é o chamado dia sem carros, habitual chacota dos empedernidos automobilistas que dizem sempre que a solução não é o folclore deste dia, mas outra coisa qualquer, que depois nunca aplicam nem defendem nos 365 dias do ano, em que tanto fazem 100 metros ou 300 quilómetros de carro. Não há alternativas, dizem, eles que nunca metem o rabinho num autocarro e só às vezes no metro. Dito isto, leio nos jornais que Aveiro, pioneira há dez anos do dia sem carros, deixou-se disso, porque o vereador diz que não vale o folclore. Lá está: numa câmara que tanto apaparicou o folclore, que faz pouco pelo transporte público, ataca-se o único dia que, de facto, pode pôr as pessoas a discutir a coisa, mesmo que com transtornos. Mais: esquecem-se as notícias do óbvio: esta iniciativa nasceu num executivo PS, com (no caso de Aveiro) uma câmara PS. Agora, morre com uma câmara - a tal do folclore e da imobilização do concelho de Aveiro - PSD/CDS. Há notícias que se explicam.