Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 24, 2010

Francisco Lopes

Miguel Marujo

É mais um homem a candidatar-se a Belém. País este que só imagina mulheres no caminho da Presidência. País este onde um partido insiste em confundir eleições presidenciais com campanhas partidárias. País este onde um serviçal é candidato. País assim: não há lugar para se ser diferente. Nem pela mão do PCP.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Miguel Marujo

    24.08.10

    Caro Vítor Dias, faz-me alguma confusão que a minha qualidade de católico diminua qualquer observação política. Nem estou a retratar a sua vida, estou a retratar aquilo que é o olhar de alguém que não se identifica com o PCP mas reconhece o seu lugar na democracia portuguesa. Por isso, esperava mais de um candidato do PCP (aliás, não esperava um candidato partidário a uma eleição suprapartidária, mas já que o PCP insiste, esperava mais desse candidato). E serviçal, lamento, não tem a carga que lhe quer dar.
    No Priberam, lê-se:
    «serviçal, adj. 2 gén.
    1. Relativo a servos ou criados.
    2. Prestadio.
    3. Obsequiador.
    s. 2 gén.
    4. Criada ou criado.»
    Prestadio e obsequiador, no sentido de alguém que se presta a um serviço, prestável, que é útil, proveitoso. Isto meu caro não é ser-se insultuoso para ninguém. Mas é criticar quem tem um trabalho pouco notoório fora do aparelho. E isto é um facto.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.