Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Agosto 23, 2010

Espiões, cuidado

Miguel Marujo

Cai o Carmo e a Trindade: Santos Silva disse que Portugal vai ter espiões no Líbano. O CDS (liderado por um senhor que foi director de um jornal que fez isto) já vociferou contra. Mas por acaso é assim tão preocupante saber-se que vamos actuar no Líbano? Os EUA põem em causa a segurança dos seus espiões ao dizerem que os têm no Afeganistão, Líbano, Iraque...?

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Miguel Marujo

    23.08.10

    caro jpt,

    não estou a ser mais papista que o Papa, mas confesso que não percebo tanto barulho por muito pouco. Leiamos o excerto da entrevista em causa:
    «(jornal i) Falou de terrorismo. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas pediu que fossem enviadas células de informações militares [CISMIL] para os teatros em que Portugal opera. Esse pedido foi satisfeito?
    (A.S.S.) Essa necessidade foi identificada nos teatros de operações especialmente sensíveis do ponto de vista das informações e vai ser suprida. Dentro da recomposição da força portuguesa no Afeganistão no próximo Outono já está incluída a primeira célula de informações. Sem querer ser precipitado, pensamos que também no Líbano devemos dispor desse tipo de instrumento.»
    Donde: os militares já tinham tornado pública essa vontade; do Afeganistão já era público. E o ministro diz que "pensamos" que "devemos dispor" de tais "espiões" (serviços de informação).

    E bem sei que PPortas não era o director do Indy à época. Mas também não o escrevi. Mas recordei que PPortas foi director desse jornal, com a prática jornalística que se lhe conheceu.

    Do ma-schamba gosto sempre de ler e reler. A ligação é que vai sendo preguiçosa, mas é por mim, não pela falta de qualidade do colectivo. :)
  • Sem imagem de perfil

    jpt

    23.08.10

    ligações: não é resmungo ... nem cravanço. Mas hoje em dia já não é costume

    pp e indy: sim, não está escrito. mas algum leitor mais distraído poderia pensar isso

    o sumo: não vejo nada demais. Apenas que é o tipo de coisa que não é para botar. Aliás, basta ver isto, a gente a falar do assunto. Nisto funciona o charme discreto ...

    até breve (eu tenho umas críticas a fazer ao E Deus Criou a Mulher, mas hoje em dia passou de moda a saudável porrada inter-blogs, fica assim.) abraço
  • Imagem de perfil

    Miguel Marujo

    23.08.10

    :)
    estamos bem conversados.

    e venha de lá essa porrada, que também não gosto de falsos consensos. ;)
  • Sem imagem de perfil

    jpt

    23.08.10

    então dou-a aqui, assim a correr, que está à mão de semear, sem a retórica cuidada de um post lá no ma-schamba, e desprovida da aparência de acinte que hoje em dia tudo tem no inter-bloguismo.

    Andei lá no blog (1. eu não sou muito de ir ver, irrita-me isto de haver blogs com gajas nuas ou quase que são burgueses e toda a gente fina linka, e haver outros que não linkáveis porque as tipas têm mamas maiores e filtros fotográficos menores. É uma hierarquia volumétrica disfarçada de estética sociológica)
    (2. andei e vi Agosto e Julho: só brancas, a maioria louras, uma ou outra "hispânica" como dizem os racistas americanos - em particular os multiculturalistas de esquerda). Ou seja, a burguesia só gosta de branquelas em poses mais ou menos cuidadas, com fotógrafos ou estúdios ou agencias de moda que lhes legitimam a .... enfim, o olhar. Se isto não é .... racialismo vou ali e já venho (ou por outra, se isto não significa uma distinção racial no mundo da gaja boa, que é absolutamente falsa, enfim)
    3. todas as pitas que lá aparecem têm o nome (algumas são actrizes conhecidas outras modelos outros presumo que o sejam mas não sei quem sejam outras seráo apenas gajas boas mas têm nome na agência, no site do qual foi sacada a foto). Ou seja são gajas nuas ou quase, mas vestidas de nome. Brancas, entenda-se
    A única desse meses que aparece anónima, gente colectiva simbolizando por assim dizer é .. a geisha, a oriental, a boazuda lá de longe. Edward Said torce-se no túmulo (e não por entesamento, como nós outros).

    Prontos está feita a crítica semiológica do E Deus criou a mulher (agosto e julho 2010, até há uns dias) - se fosse no ma-schamba em post eu escreveria com mais suavidade, mas aqui ficará entre nós (e pouco mais)
    abraço
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.