Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Livros (coisas de família que gostamos)

por Miguel Marujo, em 16.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 17.11.2009 às 16:30

Não há capítulos sobre antifascismo e anti-racismo?
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 17.11.2009 às 16:44

não há capítulos sobre muitos antis... não será uma obra que vá a todas, procurará, no caso, abordagens a "antis" menos estudados, ao contrário desses dois que já têm muitas e boas obras de referência em Portugal...
Sem imagem de perfil

De António Marujo a 17.11.2009 às 19:42

Poderia haver mais 50 ou 100 temas, claro... mas o antifascismo e o anti-racismo são atitudes positivas, na minha modesta opinião... Bom, e bastaria ler o subtítulo do livro para perceber do que pretende tratar a obra...
Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 17.11.2009 às 22:31

O antifascismo e o anti-racismo são atitudes positivas na sua opinião (e na minha, se isso tem importância). Também há quem considere o anticlericalismo, o antimaçonismo ou o antifeminismo como atitudes positivas. Depende muito. Das opiniões.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 18.11.2009 às 00:00

Bom: em ideologias que professam o espezinhamento do outro não há atitudes positivas, como é o caso do fascismo e do racismo. Acaso ser-se anti-racista ou antifascista cabe em "A intolerância em Portugal"? Claro que não, Ricardo. Em parte alguma. Ou será que só incomoda o nome de um dos coordenadores do projecto? É. Talvez seja mesmo isso.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 18.11.2009 às 00:47

O comunismo e o clericalismo nunca espezinharam ninguém? Sim senhor, está-se sempre a aprender...
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 18.11.2009 às 00:51

O comunismo e o clericalismo na génese não professam o espezinhamento do outro, ao contrário do racismo (ou o racismo é bom? e o fascismo é igualitário?); quando houve desvios aos seus princípios, sim.... Aprenda a ler, Ricardo, faça a hermenêutica dos textos, resolvia metade dos conflitos que tem, sabe?! Está-se sempre também a aprender com uma certa esquerda republicana...
Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 18.11.2009 às 01:16

Agora passamos do «professar» para a «génese». É sempre a avançar... na hermenêutica.

Quanto aos conflitos que eventualmente tenha, dispenso as suas lições. E não está em posição para as dar.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 18.11.2009 às 01:21

Ai é, sempre a avançar?! Não: é contextualizar, coisa que é complicada para esse lado, já percebi. Eu não tenho conflitos, de si já não o posso dizer. E não dou lições, o professor costuma ser o Ricardo. Mas eu ainda decido se na minha casa o que faço... Lamento.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 18.11.2009 às 02:09

Miguel Marujo,
provavelmente teremos conceitos diferentes do que é o clericalismo. Sugiro a página 840 do dicionário da Academia. Sem pretensões professorais, é só para a ver se entende o que não quer que eu lhe explique.

Não se amofine tanto e durma bem.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 18.11.2009 às 02:11

Saudinha, Ricardo. (Bué da fixe o Dicionário da Academia!)
Sem imagem de perfil

De António Marujo a 18.11.2009 às 00:17

Por isso é que o livro trata da intolerância em Portugal - e lá estão os temas escolhidos (podiam ser mais) para o mostrar. Se quiser mostrar mais tolerância para com clérigos, semitas, islâmicos, jesuítas, protestantes e outras coisas que tanto o incomodam, uma sugestão: leia o livro. E por aqui me fico, porque com o preconceito repetido não vale a pena gastar muito teclado.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Alves a 18.11.2009 às 00:27

Não sei onde está o «preconceito repetido». Estava só a tentar perceber qual foi o critério para a escolha destes «anti-ismos». Por exemplo: há outros, como o anti-homossexualismo, o anti-ateísmo ou o anti-laicismo. Mas já vi que com pessoas de apelido Marujo não vale a pena perder o tempo. Senão, ainda se acaba por perder a educação...

Saúdinha.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 18.11.2009 às 00:31

O critério foi explicado, parece-me, logo a abrir por mim, numa leitura de alguém de fora (o livro não é uma enciclopédia); re-explicado pelo autor; mais: o critério estava dito enunciado no subtítulo do livro que o seu segundo critério continuou a ignorar, apesar de advertido para o facto. As pessoas com apelido Marujo pelos vistos não caem é na esparrela de um determinado tipo de debate. Saudinha para si.

Comentar post





Seguir

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D


Links

KO! [EM DESTAQUE]

  •  
  • OS QUE LINKAM A...

  •  
  • MUITO CÁ DE TODOS OS DIAS

  •  
  • CÁ DA CASA TUDO PARADO

  •  
  • MUITO CÁ DO PRÉDIO

  •  
  • MUITO CÁ DO BAIRRO

  •  
  • ESPECIALISTAS [CINEMÚSICA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [COMUNICAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [ESCRITA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HISTÓRIA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [FOTOGRAFIA+ILUSTRAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [IGREJA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HUMOR]

  •  
  • ESPECIALISTAS [SABERES]

  •  
  • PARA DESCOBRIR

  •  
  • FORA DOS BLOGUES