Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Maio 19, 2009

Se Portugal fosse um país sério,

Miguel Marujo

... não tinha opinadores, que ganham rios de dinheiro para o fazer uma vez por semana num jornal que se prepara para cortar dez por cento dos ordenados de quem lá trabalha a sério (e não, certamente, aos seus opinadores), dizia, se isto fosse uma país sério, riria dos dislates de Pacheco Pereira sobre a Igreja que diz que "o seu Reino não é cá da Terra, e a caridade com o bom e o mau ladrão faz parte da sua missão" (pasmai, tamanha ignorância sobre a Igreja), num texto torpe para justificar os seus supostos comentários politicamente incorrectos (quando alinham com a ortodoxia dominante) mas que, no fundo, se travestem de tiradas racistas. Como sou sério, num país que quero sério, gosto de chamar alguns bois pelos nomes, mesmo que o senhor debite faladura num jornal, numa revista, na rádio, num programa de tv, num blogue e se queixe todos os dias que há censura e falta de liberdade de expressão. Haja pachorra.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Miguel Marujo

    19.05.09

    pois é anónimo, daqui não leva para esse peditório! sou crítico o suficiente dessas manifestações, mesmo que não as rejeite em absoluto, por também a Igreja ter direito à manifestação pública da sua fé (era o que faltava que não), mas também não colhe o choraadinho que tenta vender a seguir: a Igreja é das poucas instituições que mais tem feito de trabalho social neste país, e se assim não fosse era muito pior a situação de muita gente... também com subsídios, claro está.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.