Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 11, 2007

Tomar nota

Miguel Marujo

«[...] Eu também me sinto triste pelo "estendal" de campanha que a Igreja e alguns movimentos de cariz marcadamente católico estão a fazer. Ele são os velhos panfletos com as imagens de embriões abortados, ele é a imagem de Nª Sra que chora e os terços a rezar, ele são os padres nos ambões a falar dum assunto para o qual não estão preparados, nem se sentem à vontade para tal (pelo menos, os que ouvi) ele é a palavra Vida por todo o lado. Ele é o rotular todos os que votem "não", como os únicos defensores da mesma. Eu, indo votar sim, não me sinto como aniquiladora da Vida. De que é que falamos quando falamos da Vida? É tão abrangente esta discussão. A vida é tanta coisa. Mulheres mortas por violência doméstica, era um bom tema para uma homilia num domingo, ou uma Nota Pastoral. Nunca ouvi nenhuma. [...]»
MC, sobre a nota do cardeal-patriarca.