Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O hábito faz o português

por Miguel Marujo, em 27.07.05
José Milhazes pediu aos microfones da TSF que lhe mandassem café, no calor do golpe de estado falhado na Moscovo de 1991. O Luís pediu-me que lhe levasse um fervedor (uma coisa nortenha, ao que parece, perante a admiração lisboeta) para a Bruxelas de 1998. O Pedro lamenta-se pelo café que não se expressa na capital europeia e aproveita para pedir o bacalhau, azeite, vinho verde, presunto e chouriço, mas também pastilhas de café expresso para o Diogo. Podemos ter uma nova geração emigrante, cosmopolita, que olha para o país criticamente, mas que não abdica de velhos hábitos nas coisas mais comezinhas. Até a fazer blogues, como antigas cartas para a terra.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De MC a 27.07.2005 às 10:52

É. Estão com um pé, na terra prometida, e a pensar nas nossas cebolinhas!
Sem imagem de perfil

De LusoFin_oBlog a 27.07.2005 às 11:44

Mas n'ao hä mercearias portuguesas na capital do imperio?

por ca somos so 200 mas eu ate ando com umas ideias de mandar vir umas coisitas nossas...
Sem imagem de perfil

De Pedro Dias a 27.07.2005 às 12:44

Caro Miguel, deixa-me só esclarecer uma questão em relação ao tal olhar crítico. Esse sempre o tive e talvez tenha bastante menos agora, estando afastado.
Não só por dar mais valor a um conjunto de coisas simples (como me acontecia sempre quando voltava de uma qualquer viagem), mas essencialmente porque há coisas que me parecem mais nítidas ao longe - ou de fora, se preferires.
Somos demasiado críticos, pelo simples facto de que essa nossa critíca é passiva. Penso que é por isso que conseguimos rir tanto da nossa própria imagem: dos que falam, falam e não dizem nada.
Mas confesso que nunca, como agora, me senti tão português no estrangeiro e tão pouco português em Portugal!
Sem imagem de perfil

De Miguel Marujo a 27.07.2005 às 14:48

Pedro, não faço uma crítica à nova geração: é um elogio. Mas cativa-me (a palavra é esta) esta identificação com o lugar de origem ser pelos pequenos prazeres.
Sem imagem de perfil

De Pedro Dias a 28.07.2005 às 07:06

"Comprendite"... mas quais pequenos prazeres, qual carapuça?! Um bacalhauzinho, uns rojõezinhos ou um leitãozinho estão longe de ser pequenos prazeres... E isto para nem falar da bola! Ou...ou...
A propósito, hoje chega mais um abastecimento aí de baixo (Portugal, em emigrês - ex: vou lá em baixo em vacanças), mas desta vez deve ser só tabaco... sim, porque da última vez esteve para ser um jantar cozinhado aí!
Sem imagem de perfil

De Pedro Dias a 28.07.2005 às 07:28

Caro homem_neves, naturalmente há bastantes: mercearias, restaurantes, etc. Mas nunca é a mesma coisa, especialmente nos restaurantes. Aliás, a desilusão pode ser tal que por vezes mais vale nem arriscar.
PS: Gostei do "Sob a estrela do norte". Entre ministras da cultura que foram (são?) modelos e resultados de futebol arranjados, pensei estar num qualquer país do Sul. Não fosse pela Senhora Presidente (que por sinal é suposto ser tb a chefe da Igreja, o que acho curiosíssímo) e a sua popularidade, ainda agora estaria na dúvida!
Sem imagem de perfil

De LusoFin_oBlog a 28.07.2005 às 10:17

Obrigado Pedro. Nao viesse eu aqui buscar uma frase para te citar no blogue e nao teria lido a tua resposta (eu trato toda a gente por tu, espero que ninguem leve a mal).

Nao a presidente nao e a chefe da igreja, aliás ele tinha até rompido com a igreja quando foi eleita - posteriormente fez as pazes e casou pela igreja. E discordo da apreciação que fazes da ministra: é lamentável que haja quem vote em caras e corações mas democraticamente é bom que as pessoas tenham essa possibilidade. E como ela é formada num politecnico em serviço social nunca teria qualquer possibilidade de chegar a ministra (para mais na cultura) num pais do sul.
Sem imagem de perfil

De LusoFin_oBlog a 28.07.2005 às 10:19

ah, a ministra foi miss finlandia91 e a partir lançou a sua carreira.
Sem imagem de perfil

De Pedro Dias a 29.07.2005 às 01:02

Caro homem_neves, a questão da chefia foi colocada por um amigo, quando discutiamos um filme dinamarquês (por sinal bem interesante, até pela descrição que faz desta sociedade), "Italiano para Principiantes": sendo as igrejas protestantes nas monarquias lideradas pelo monarca, como seria na Finlândia. Tentando esclarecer com um conhecido finlandês, este disse-me que formalmente sim, embora haja separação de poderes. Por exemplo, qualquer alteração às leis que regem a igreja, só podem ser propostas pela própria igreja. Mas talvez me possas satisfazer a curiosidade...
Sem imagem de perfil

De LusoFin_oBlog a 29.07.2005 às 12:02

Aqui(ultima secção) (http://www.evl.fi/english/church_for_the_people/makelainen1.htm) e sobretudo aqui (http://www.evl.fi/english/church_for_the_people/seppo.htm) encontrei o que pretendes: a igreja é independente e, embora as usas leis tenham que ser retificadas pelo parlamento sobre proposta do governo, só a igreja as pode propor (o governo pode bloquear a lei).
Quanto ao PR, teve em tempos poder de nomear bispos. Hoje em dia os bispos sao eleitos - todos estes mecanismos estao detalhados no segundo linque que publico.

Comentar post





Seguir

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D


Links

KO! [EM DESTAQUE]

  •  
  • OS QUE LINKAM A...

  •  
  • MUITO CÁ DE TODOS OS DIAS

  •  
  • CÁ DA CASA TUDO PARADO

  •  
  • MUITO CÁ DO PRÉDIO

  •  
  • MUITO CÁ DO BAIRRO

  •  
  • ESPECIALISTAS [CINEMÚSICA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [COMUNICAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [ESCRITA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HISTÓRIA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [FOTOGRAFIA+ILUSTRAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [IGREJA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HUMOR]

  •  
  • ESPECIALISTAS [SABERES]

  •  
  • PARA DESCOBRIR

  •  
  • FORA DOS BLOGUES