Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cibertúlia

Dúvidas, inquietações, provocações, amores, afectos e risos.

Janeiro 08, 2005

O PS e as poupanças da geração anterior

Miguel Marujo

Há um senhor que teme a maioria ou minoria do PS, desde que seja uma vitória socialista. E entre vários disparates, escreve: «A vitória do PS, mesmo que minoritário, não me traz alegria alguma. Faz-me sempre lembrar aquela malta que, logo a seguir ao desbaratamento comunista do pós vinte e cinco do quatro, acabou definitivamente com as poupanças da geração anterior.»



Eis as poupanças da geração anterior, que este senhor glorifica: um atraso atávico do país, um Banco de Portugal alegadamente cheio de ouro num país de analfabetos, de reduzida escolaridade, de pobreza em larga escala, mas escondida em paredes de casas honradas. [Escuso de trazer à liça: a PIDE, a falta de liberdade individual, a censura, a tortura, os campos de concentração, a guerra colonial.]



Aquele senhor (ou os seus) deve(m) ter vivido no bem-bom, refasteladinho sob a capa do regime ditatorial que manteve Portugal fora da Europa durante quase 50 anos. Para aquele senhor, pouco importa a verdade de gerações que se perderam graças a esse seminarista tolhido de Santa Comba. A ele, pouco importam as gerações. E avisa ele para os netos se cuidarem. É melhor, é. Com avós destes...