Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Questões para estes dias (II)

por Miguel Marujo, em 30.06.04
Deve um primeiro-ministro apresentar-se sorridente, acolitado pela distância, pedir aos que abandonou para não fazerem do seu assunto matéria de luta partidária?

Deve o país convergir neste assunto como no futebol, como pediu o líder parlamentar "laranja"?

Deve um grupo minoritário de portugueses definir o novo líder do país, sem que o país conte?

Deve o país só contar para futebóis e banhos?

Devo eu ir a banhos, por causa do calor extremo, derivado (em futebolês) da avaria do ar condicionado?

Devo ir para casa ver o futebol e aplaudir um país que parece marcar golos na Europa e falhar campeonatos cá dentro?

As respostas estão à vista de todos. No país e no mundo, como diria o outro. O que (me) vale é a Maria, que desde há 12 anos (me) deixa descobrir que há uma esperança imensa em encher tudo de futuros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Questões para estes dias

por Miguel Marujo, em 30.06.04
Pode um católico ser de esquerda?

Sabe um católico utilizar o vocábulo «caridade»?

Como um católico pode usar óculos?

Deve um católico ter atenção?

Pode um católico ter prazer no sexo?

Dão-se alvíssaras. Aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eleições, claro!*

por Miguel Marujo, em 30.06.04
«Terça-feira, dia em que escrevo, Durão Barroso já foi embora mesmo que esteja por cá. A partir de agora, deixou de poder e de ter a legitimidade para controlar os acontecimentos do seu país. Por muito menos que isto, foi Guterres sacrificado mas, Guterres escolheu a opção moral, o compromisso com o eleitorado. Foi depois da recusa, e na honra desse compromisso, que Guterres falhou.



Faço parte do grupo de pessoas que achava que Barroso nunca aceitaria ir para a Europa, a Europa que o escolheu, li eu nos jornais estrangeiros, como «o mal menor», «o menor denominador comum», e o «José quem?» como dizia o principal jornal alemão (que li em Berlim, assistindo com pasmo aos comentários de todo este episódio visto de fora). Não vislumbro onde está a honra deste convite, que prolonga um projecto de poder pessoal e atira um país em profunda crise social, política económica para o caos.



Dito isto, essa Europa que convida primeiros-ministros em exercício, desrespeitando as ordens políticas internas, enche-me de desconfiança e repulsa. Os cargos políticos de peso não se herdam, conquistam-se. A Europa não deveria convidar políticos no activo, sobretudo aqueles que estão a meio da sua missão. A direita portuguesa ganhou as eleições e tinha pelo menos quatro anos para provar um projecto. Com esta decisão, deitou fora dois anos de trabalho e de sacrifícios dos portugueses, e abandonou-os.



Custa-me a crer que o Presidente da República não decida a favor de eleições antecipadas, porque nenhum Governo, de Santana Lopes ou de outro dirigente do PSD, tem legitimidade moral e política (e, como diria a Sophia de Mello Breyner, a política é um capítulo da moral) para poder governar em paz e firmeza e muito menos para aprovar sérias medidas económicas e financeira ou legislação disciplinadora dos vícios administrativos portugueses. Barroso deixou um trabalho inacabado, e tal como Bush no Iraque, nunca se deve começar nada que não se tenha intenção de acabar.



O povo português teria assim que escolher entre Ferro Rodrigues e Santana Lopes, os dois líderes que os respectivos partidos querem matar, o que torna tudo ainda mais irónico. Porque o PSD não se conseguirá livrar de Santana, tal como o PS não se conseguiu livrar de Ferro, apesar de o tentar matar repetidas vezes e no pior momento. Nos dois partidos, são eles que ganharão congressos extraordinários, e são eles que ficarão. O bloco central acabou, e será também entre a direita e a esquerda que o país terá de escolher.



Barroso não pode querer ser tudo, primeiro-ministro de Portugal em Bruxelas, por procuração e designação sucessória, e presidente da Comissão Europeia. Este Governo acabou, e esta política também. O que vier, será diferente e esperemos que seja para ficar. Portugal não aguenta mais adiamentos nem mais ambições destas. Eu continuo a pensar que o ser. Berlusconi é mais importante que o sr. Prodi. E que Barroso mandou o seu país, e o seu partido, às urtigas. Passe bem.
»



Clara Ferreira Alves (antes conhecida por santanete), in Diário Digital, 29-06-2004, 11:13:47.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sucessão dinástica

por Miguel Marujo, em 29.06.04
O primeiro aviso tinha sido dado em Oliveira de Azeméis. Mas ninguém acreditou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sim, senhor primeiro-ministro*

por Miguel Marujo, em 29.06.04
«Espantosa, a comunicação de hoje do Sr. primeiro-ministro a um país suspenso das consequências das suas opções pessoais: ficámos a saber exactamente o que já sabíamos desde sexta-feira!

A comunicação resultou em menos do que nada. Ele decidiu, vai mesmo embora (a bem do interesse nacional - disso nunca duvidámos!), confiante de que somos maduros para tratar do imbróglio em que nos deixa. Bravo! Ele já é europeu, nós ainda só somos porteguesinhos! Ele dá as cartas, distribui as tarefas e toma o avião para Bruxelas. Quem fica que feche a luz, porque o "show" já acabou!

Safa! Por que razão fui acreditar que uma das condições que Durão Barroso colocou aos seus pares europeus - garantir que em Portugal a sua saída não causaria instabilidade política - era para valer? Talvez por todo este processo ser demasiado surreal, acreditei nessa...

Agora, começo a sentir a aproximação de eleições gerais... o único modo do Presidente pôr termo à instabilidade instalada.
»



* - Jorge Wemans, in Causa Nossa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Manuela Ferreira Leite substitui Durão Barroso

por Miguel Marujo, em 29.06.04
Rápido Sampaio!

Não sei quanto tempo aguentaremos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não fica bem, mas é eficaz

por Miguel Marujo, em 29.06.04
O "banner" aqui colocado em cima não fica muito bem. Mas é eficaz...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns?

por Miguel Marujo, em 29.06.04
Segundo a edição de hoje do Público, Pedro Santana Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, faz hoje anos. Mais precisamente, faz 48 anos.



Será que Durão Barroso e Jorge Sampaio lhe vão dar o Governo como prenda?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Antecipadas, já!

por Miguel Marujo, em 29.06.04
Terça-feira, dia 29, 19h00.

Em Coimbra, em frente ao Governo Civil.

Em Lisboa, em frente ao Palácio de Belém.

No Porto, em frente à Câmara Municipal.

Seremos mais contra o golpe de Santana Lopes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Argumentos contra Santana

por Miguel Marujo, em 28.06.04
Há um blogue que se apelida de Acidental. É o blogue oficial da proto-candidatura-em-forma-de-golpe-palaciano-de-acordo-com-MFL de Santana Lopes.
[Error: Irreparable invalid markup ('<a [...] target0"m">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Há um blogue que se apelida de Acidental. É o blogue oficial da proto-candidatura-em-forma-de-golpe-palaciano-de-acordo-com-MFL de Santana Lopes. <a href="http://oacidental.blogspot.com/2004_06_01_oacidental_archive.html#108844217161131819" target0"m">Perguntam-nos</a>, inefáveis, quais são os argumentos contra Santana: «<i>"Não tem condições" para ser PM. Aqui, entramos no domínio do misterioso. Muitos o afirmam, mas ninguém o explica devidamente. Parece-me que agora é a altura para o fazer. Está na altura de desenvolverem os argumentos e não se ficarem pelas insinuações e pelas opiniões pessoais (todas respeitáveis mas, como diziam os gregos, e com o todo o respeito, a opinião é o nível mais baixo do conhecimento).</i>» A minha opinião (pelos vistos, "baixa") é: devemos ter um primeiro-ministro devedor?, não cumpridor de contratos? Não falo de política, claro. Mas os acidentais amigos podem perguntar ao incidental candidato...
<br />
<br />PS - Sobre a legitimidade democrática perguntam sempre por «<i>João Soares [que] subiu a presidente da Câmara de Lisboa sem ir a votos por Jorge Sampaio ir para Presidente? Ou quando Nuno Cardoso passou a presidente da Câmara do Porto, quando Fernando Gomes foi para ministro</i>». Nunca se lembra em casa própria: Girão Pereira abandonou a Câmara de Aveiro para um lugar de eurodeputado do CDS e deixou lá plantado o seu vereador Celso Santos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muda o disco...

por Miguel Marujo, em 28.06.04
Durão resolveu falar hoje. Em directo de Istambul, já longe da terra. Porque as suas preocupações já são longínquas. Santana nega ter sido convidado para substituir Durão. Cá na terra, que daqui não o deixam ainda fugir, apesar de estar em trânsito da Baixa para São Bento, sem passar pela casa da partida e de, no sábado a sua casa ter sido um rodopio de gentes e beija-mãos. Mas não: tudo o que vemos, ouvimos e lemos devemos ignorar. Eles não nos estão a tratar da saúde, não. Eles só querem tranquilidade e estabilidade, que a paz, pão, povo e liberdade já é outra canção. Eles querem enganar-nos, mais uma vez, mas nós devemos ser parvos, que não percebemos o desígnio nacional.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um imenso buraco

por Miguel Marujo, em 28.06.04
À direita, também se bate forte e feio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Agora a sério

por Miguel Marujo, em 28.06.04
O verão quente de 2004, comentários sobre a situação política no acampamento índio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O país não é o Parque Mayer!

por Miguel Marujo, em 28.06.04
A ler, obrigatoriamente (em estilos diferentes), sobre a fuga de Durão e a sucessão dinástica de Santana: Terras do Nunca, A Praia, Barnabé, Blogue de Esquerda... Para não se perder de vista o essencial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu apoio!

por Miguel Marujo, em 28.06.04


a partir do Barnabé

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/7





Seguir

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2003
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D


Links

KO! [EM DESTAQUE]

  •  
  • OS QUE LINKAM A...

  •  
  • MUITO CÁ DE TODOS OS DIAS

  •  
  • CÁ DA CASA TUDO PARADO

  •  
  • MUITO CÁ DO PRÉDIO

  •  
  • MUITO CÁ DO BAIRRO

  •  
  • ESPECIALISTAS [CINEMÚSICA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [COMUNICAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [ESCRITA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HISTÓRIA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [FOTOGRAFIA+ILUSTRAÇÃO]

  •  
  • ESPECIALISTAS [IGREJA]

  •  
  • ESPECIALISTAS [HUMOR]

  •  
  • ESPECIALISTAS [SABERES]

  •  
  • PARA DESCOBRIR

  •  
  • FORA DOS BLOGUES





    Sitemeter